Menu
2019-12-19T18:49:58-03:00
Com a corda no pescoço

Ministro da Economia da Argentina diz que governo conversa com credores para renegociar dívidas

Governo também busca uma política de dívida que forneça alívio para uma economia em recessão

19 de dezembro de 2019
18:49
Argentina
Imagem: Shutterstock

O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, disse que o novo governo começou conversas com credores para renegociar os termos de dezenas de bilhões de dólares em dívida com detentores de títulos privados e o Fundo Monetário Internacional (FMI). "Nós queremos ter conversas de boa vontade, para resolver o problema que é um problema para todos", afirmou.

O ministro também declarou que o governo busca uma política de dívida que forneça alívio para uma economia em recessão. "Nós temos que ter a possibilidade de não ser sufocados pela dívida", reforçou. O governo anterior assumiu mais de U$S 100 bilhões em dívida externa e recebeu uma ajuda de US$ 57 bilhões do FMI.

*Com informações da Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

INDO PARA A BOLSA

CSN autoriza IPO da parte de mineração e atualiza projeções

CSN decidiu pelo IPO da unidade de mineração “à luz das condições favoráveis e perspectivas positivas do mercado de minério de ferro”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements