Menu
2019-07-29T19:43:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Livre comércio

Secretário de Comércio dos EUA vem ao Brasil para consolidar ‘relação forte’ entre os dois países

Wilbur Ross será recebido pelo presidente Jair Bolsonaro e pelos ministros Paulo Guedes e Tarcísio Rodrigues

29 de julho de 2019
19:37 - atualizado às 19:43
Bandeira do Brasil e dos EUA
Imagem: Shutterstock

O ministro da Economia, Paulo Guedes, receberá na tarde de quarta-feira, dia 31, em Brasília, o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, que está em visita oficial ao país. Os encontros devem consolidar entendimentos “para uma relação comercial e industrial forte entre os dois países”.

O presidente Jair Bolsonaro já manifestou o interesse de ampliar as relações comerciais e até buscar um acordo de livre comércio com os americanos. Bolsonaro se encontrará com Ross também na quarta-feira, no Palácio do Planalto.

Segundo o Ministério da Economia, durante os quatro dias de permanência do secretário, o governo brasileiro buscará o aprofundamento da parceria entre Brasil e EUA, iniciada em março deste ano, durante visita do presidente Bolsonaro ao presidente dos EUA, Donald Trump.

Esta é a primeira vez, desde 2011, que um chefe do Departamento de Comércio americano visita o país.

Pauta

Entre os temas em pauta estão a retomada do Fórum de CEO’s Brasil-Estados Unidos, que reúne de dez a 12 executivos de cada país. E a nova agenda do Diálogo Comercial Brasil-Estados Unidos, por meio do qual os dois governos buscam obter avanços em temas como facilitação de comércio e propriedade intelectual.

Durante a visita a São Paulo, o secretário participará de várias reuniões com autoridades governamentais, empresários e industriais. Um dos encontros mais importantes é a comemoração dos 100 anos da Câmara de Comércio Brasil-EUA (Amcham Brasil).

Segundo a Amcham, a aproximação pode resultar numa agenda concreta, onde o objetivo principal é um acordo de livre comércio firmado entre os dois países.

No dia 1º de agosto, Ross retorna de Brasília a São Paulo para participar do 17º Fórum de Liderança em Infraestrutura da América Latina, que articula os projetos estratégicos de infraestrutura entre o setor público, as empresas e outros agentes desse segmento.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies