Menu
2019-04-22T18:37:09-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Débito ou crédito

PagSeguro apresenta suas armas na guerra das maquininhas de cartão

Em mais um round na disputa pelo mercado, a empresa do grupo UOL anunciou que vai pagar na hora lojistas que fizerem vendas no cartão de débito ou crédito

22 de abril de 2019
12:46 - atualizado às 18:37
Maquininha da PagSeguro
Maquininha da PagSeguro - Imagem: Reprodução

Na guerra das empresas de maquininhas de cartão que derrubou as taxas cobradas dos lojistas, a PagSeguro decidiu se valer da velocidade. A empresa do grupo UOL anunciou que vai pagar na hora os lojistas que usarem as maquininhas da empresa nas vendas no débito ou no crédito.

Em geral, o dinheiro das vendas feitas no débito cai na conta do lojista em um dia. No crédito, as empresas de maquininhas levam até 30 dias para fazer o pagamento.

A mudança anunciada pela PagSeguro, que possui 4,1 milhões de vendedores ativos, é válida a partir do dia 1º de maio. As taxas serão de 1,99% no débito, 4,99% no crédito à vista e 5,59% no parcelado, segundo me informou a assessoria de imprensa da PagSeguro.

Estrondo no mercado

O mercado de maquininhas passa por uma forte concorrência. A mais nova rodada de cortes nas taxas teve início com a Getnet, do Santander, que unificou em 2% as taxas cobradas tanto no débito como crédito à vista.

Mas o verdadeiro estrondo aconteceu na quinta-feira passada, com a decisão da Rede, do Itaú Unibanco, de zerar as taxas cobradas dos lojistas que anteciparem os recebíveis das vendas realizadas com cartão de crédito à vista. A medida colocou em alerta o Cade, órgão de defesa da concorrência.

O Banco Safra, que atua no segmento com sua maquininha SafraPay, seguiu o Itaú e foi além, ao zerar a taxa na antecipação também nas vendas realizadas no parcelado do cartão de crédito, nas vendas até R$ 50 mil por mês para clientes com faturamento até R$ 50 milhões.

A expectativa agora é saber qual será a cartada da Cielo, controlada pelo Banco do Brasil e Bradesco e líder do setor. A empresa divulga o balanço do primeiro trimestre amanhã, após o fechamento da bolsa.

Ações desabam

A ofensiva na disputa pelo mercado das maquininhas fez estrago nas ações do setor. A Cielo fechou em queda de 7,3% na quinta-feira e hoje recuou mais 2,79% na B3.

Já as ações da PagSeguro, que são negociadas na bolsa de Nova York (Nyse), mostram uma leve recuperação depois do tombo de quase 10% na quinta-feira e hoje subiram 1,58%.

A Stone, empresa independente que ganhou uma fatia de mercado relevante nos últimos anos, foi a mais afetada na quinta-feira, com uma perda de mais de 20% no valor de mercado. Os papéis da empresa, que são listados na Nasdaq, hoje recuaram 2,23%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

15 notícias para você começar o dia bem informado

O mês de março foi um banho de sangue nos mercados. Todo mundo que investe além da renda fixa perdeu dinheiro… só que não. Um levantamento feito a pedido do Seu Dinheiro mostra que 83 fundos multimercados ficaram no azul em março, enquanto o segmento teve uma queda média de 6,24%. O destaque de hoje […]

de olho no indicador

Vendas no varejo crescem 1,2% em fevereiro, diz IBGE

Houve aumento de 4,7% na comparação com fevereiro de 2019, puxado por atividades como hipermercados, móveis e eletrodomésticos e artigos de uso pessoal

cenário de crise

Embraer deve cortar salários e jornadas

Proposta apresentada pela empresa aos funcionários, na segunda-feira, 6, segundo o sindicato da categoria

Crise diplomática

Líderes do agronegócio pedem cautela no tratamento com a China

Ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli se disse preocupado. “Não devemos insultar ninguém. E não podemos misturar comércio com política, precisamos de uma posição mais sadia, mais madura.”

balanço

Reservas internacionais da China atingem em março menor nível em 17 meses

Órgão regulador de câmbio da China atribuiu o recuo à forte valorização do dólar em março e a ajustes nos preços de outros ativo

Esquenta dos mercados

Desaceleração do coronavírus nos EUA e Europa traz bom humor aos negócios

Enquanto o número de casos desacelera no exterior, no Brasil os investidores ficam atentos aos números do Varejo de fevereiro e na manutenção do ministro da Saúde no cargo

alívio da ásia

Pela 1ª vez desde janeiro, China não registra mortes por covid-19

Foram notificados nesta terça-feira 32 novos casos, todos importados; número total de infectados baixou para 1.242, ontem eram 1.299

acima das estimativas de analistas

Samsung projeta alta de 2,7% no lucro do 1º trimestre

Segundo os especialistas, a mudança global para o trabalho remoto elevou a demanda por chips de memória fabricados pela Samsung que alimentam datacenters e computação em nuvem

fica no cargo

Mandetta diz que fica no cargo e pede ‘paz’ para continuar trabalho

Segundo o ministro, uma reunião desta segunda-feira com o presidente Jair Bolsonaro e outros ministros trouxe mais “união” ao governo

na próxima semana

Senado adia votação da PEC do Orçamento de Guerra para dia 13

Texto sofre resistência por parte de alguns parlamentares e não houve acordo entre os líderes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements