Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-27T09:50:02-03:00
Estadão Conteúdo
Pior do que o esperado

Oi tem prejuízo líquido de R$ 3,359 bilhões no 4º trimestre, 65,7% maior em 1 ano

Prejuízo no trimestre veio 5,5 maior que projeção de analistas. No acumulado de 2018, a empresa acumulou lucro líquido de R$ 24,591 bilhões

27 de março de 2019
7:53 - atualizado às 9:50
Loja da Oi
Imagem: WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Oi, em recuperação judicial, registrou prejuízo líquido consolidado de R$ 3,359 bilhões no quarto trimestre de 2018, montante 65,7% maior do que no mesmo período de 2017, quando as perdas foram de R$ 2,027 bilhões. O resultado líquido permaneceu no vermelho devido à queda no faturamento e ao impairment (baixa contábil) de ativos.

O prejuízo no 4º trimestre veio bem acima das expectativas de analistas do mercado de telecomunicações. O montante é 5,5 vezes maior que a média das projeções de analistas de quatro bancos (Bradesco BBI, Credit Suisse, Itaú BBA e Santander) que tiveram estimativas coletadas pelo Prévias Broadcast, que apontava para R$ 609 milhões.

Já no acumulado de 2018, a Oi apurou lucro líquido de R$ 24,591 bilhões, revertendo o prejuízo de R$ 6,365 bilhões visto em 2017. A companhia conseguiu fechar o ano com lucro porque no começo de 2018 apurou um ganho de R$ 30,5 bilhões em decorrência do corte e da reestruturação da sua dívida, conforme aprovado por credores no plano de recuperação judicial.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) de rotina no quarto trimestre foi de R$ 1,257 bilhão, recuo de 3,2%. No acumulado do ano, o Ebitda de rotina totalizou R$ 5,851 bilhões, queda de 6,3%.

A receita líquida no trimestre chegou a R$ 5,365 bilhões, encolhimento de 7,9%, e no ano foi de R$ 22,060 bilhões, baixa de 7,3%.

Os investimentos (capex) no trimestre somaram R$ 2,091 bilhões, alta de 13,6%, e no ano alcançaram R$ 6,112 bilhões, crescimento de 7,5%, refletindo a continuidade da aceleração dos aportes previstos no plano de recuperação judicial, com foco na expansão das redes de banda larga de alta velocidade (FTTH) e aumento da cobertura móvel 4G e 4,5G.

A Oi encerrou 2018 com dívida líquida de R$ 11,826 bilhões, um corte de 75,2% em comparação com o fim de 2017, e R$ 4,624 bilhões em caixa, diminuição de 33,9%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

INVESTIR EM CANNABIS

Dividendos em Cannabis: como ganhar uma renda recorrente investindo em um dos segmentos mais promissores dos próximos anos

O analista Enzo Pacheco explica as oportunidades desse mercado que tem ganhado cada vez mais espaço nos Estados Unidos

US$ 1 = R$ 5,70

Dólar flerta com o maior patamar em seis meses, mas desacelera alta após relatório da PEC dos precatórios e moeda se afasta dos R$ 5,70

Em 2021, o dólar chegou a atingir o patamar de R$ 5,883, em março, um dos piores momentos da crise causada pela pandemia de covid-19

TAPANDO O SOL COM A PENEIRA

Bolsonaro recorre a suposta sensibilidade com mais pobres para negar que esteja furando teto

Comentários do presidente vêm à tona um dia depois de o ministro da Economia, Paulo Guedes, ter admitido a necessidade de uma ‘licença para gastar’

bitcoin (BTC) hoje

Criptoressaca: Bitcoin (BTC) cai para a casa dos US$ 62 mil em ajuste após atingir máximas históricas

Depois de bater as máximas históricas, é comum que ocorra um movimento de realização de lucros, assim como acontece com a bolsa de valores

Em busca da credibilidade perdida

IRB (IRBR3) volta a dar lucro com vitória na Justiça; ação cai menos que o Ibovespa hoje

Na rodada mais recente de dados financeiros, o ressegurador tirou uma carta especial da manga e voltou a exibir resultados positivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies