Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-01-02T13:53:13-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
FUNDO IMOBILIÁRIO

MRV inicia negociações do fundo imobiliário Luggo na B3

No informe, a construtora ressaltou ainda que, em 2020, espera fazer o primeiro follow-on (oferta subsequente de cotas) da Luggo

30 de dezembro de 2019
20:41 - atualizado às 13:53
Prédios
Imagem: Shutterstock

A construtora MRV informou hoje (30) ao mercado que iniciou as negociações do fundo de investimento imobiliário (FII) Luggo, com o código (LUGG11). No documento, a companhia também destacou que o fundo atingiu a captação máxima de R$ 90 milhões com o cadastro de quase 2 mil pessoas físicas.

Esse é o primeiro FII residencial do Brasil que conta com os quatro primeiros empreendimentos da Luggo. A MRV explicou ainda que o modelo de negócios vai funcionar da seguinte forma: após o empreendimento ser construído e locado, os ativos são transferidos para o Luggo FII e, a partir daí, a empresa segue como consultora.

No informe, a MRV ressaltou ainda que, em 2020, espera fazer o primeiro follow-on (oferta subsequente de cotas) da Luggo.

Locação de empreendimentos

Além do fundo, a MRV disse que ao longo dos próximos meses iniciará a locação de dois novos empreendimentos: o Luggo Cenarium, com 15 andares e torre única em um bairro nobre de classe média alta na zona leste de Campinas, e o Luggo Lindóia, que terá 128 unidades em um dos maiores complexos esportivos de Curitiba.

A companhia informou ainda que outros sete terrenos foram adquiridos pela Luggo para construção de novos empreendimentos focados em locação.

Os novos condomínios serão construídos em cinco estados, nas cidades de Salvador, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília, totalizando 1.616 novas unidades.

Além das novidades, a MRV informou o primeiro empreendimento da Luggo, o Cipreste, atingiu 100% de ocupação em outubro deste ano e que permaneceu nesse patamar deste então.

Apesar dos primeiros distratos já terem ocorrido, o processo de relocação ocorreu dentro do mesmo mês e de forma eficiente.

"Isso é possível devido à criação de uma lista de interessados, atualmente com 165 pré-cadastros, localizada na página do empreendimento", destacou a companhia no comunicado.

Ela também informou que o Luggo Ecoville, primeiro empreendimento da Luggo em Curitiba, e que foi lançado dias antes do fundo já está 80% locado.

Segundo ela, a projeção é que o valor médio dos aluguéis fique em R$1.604,00, conforme acordado com o fundo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Balanço do mês

Com alívio nos juros futuros, renda fixa atrelada à inflação é o melhor investimento de novembro; bitcoin, FII e ações ficam na lanterna

Passado o pânico com o drible do teto de gastos, queda nos juros futuros deu aos títulos com alguma parcela da remuneração prefixada espaço para se recuperar; mas ativos de bolsa continuaram sofrendo

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies