Menu
2020-01-02T13:53:13-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
FUNDO IMOBILIÁRIO

MRV inicia negociações do fundo imobiliário Luggo na B3

No informe, a construtora ressaltou ainda que, em 2020, espera fazer o primeiro follow-on (oferta subsequente de cotas) da Luggo

30 de dezembro de 2019
20:41 - atualizado às 13:53
Prédios
Imagem: Shutterstock

A construtora MRV informou hoje (30) ao mercado que iniciou as negociações do fundo de investimento imobiliário (FII) Luggo, com o código (LUGG11). No documento, a companhia também destacou que o fundo atingiu a captação máxima de R$ 90 milhões com o cadastro de quase 2 mil pessoas físicas.

Esse é o primeiro FII residencial do Brasil que conta com os quatro primeiros empreendimentos da Luggo. A MRV explicou ainda que o modelo de negócios vai funcionar da seguinte forma: após o empreendimento ser construído e locado, os ativos são transferidos para o Luggo FII e, a partir daí, a empresa segue como consultora.

No informe, a MRV ressaltou ainda que, em 2020, espera fazer o primeiro follow-on (oferta subsequente de cotas) da Luggo.

Locação de empreendimentos

Além do fundo, a MRV disse que ao longo dos próximos meses iniciará a locação de dois novos empreendimentos: o Luggo Cenarium, com 15 andares e torre única em um bairro nobre de classe média alta na zona leste de Campinas, e o Luggo Lindóia, que terá 128 unidades em um dos maiores complexos esportivos de Curitiba.

A companhia informou ainda que outros sete terrenos foram adquiridos pela Luggo para construção de novos empreendimentos focados em locação.

Os novos condomínios serão construídos em cinco estados, nas cidades de Salvador, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília, totalizando 1.616 novas unidades.

Além das novidades, a MRV informou o primeiro empreendimento da Luggo, o Cipreste, atingiu 100% de ocupação em outubro deste ano e que permaneceu nesse patamar deste então.

Apesar dos primeiros distratos já terem ocorrido, o processo de relocação ocorreu dentro do mesmo mês e de forma eficiente.

"Isso é possível devido à criação de uma lista de interessados, atualmente com 165 pré-cadastros, localizada na página do empreendimento", destacou a companhia no comunicado.

Ela também informou que o Luggo Ecoville, primeiro empreendimento da Luggo em Curitiba, e que foi lançado dias antes do fundo já está 80% locado.

Segundo ela, a projeção é que o valor médio dos aluguéis fique em R$1.604,00, conforme acordado com o fundo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fernando Cirne

A importância das fusões e aquisições para a Locaweb

Já avaliamos mais de 1.900 empresas e, desde o IPO, concluímos 10 importantes aquisições, que se somaram às outras seis concretizadas antes da abertura de capital

seu dinheiro na sua noite

IPO da Smart Fit: vai sair da jaula o monstro!

Eu nunca fui muito de academia, confesso. Já tive meus tempos de malhar regularmente, mas nunca consegui tomar gosto pela coisa. Exercícios repetitivos não me cativam, meu negócio sempre foi dançar, de preferência em turma, com professor e horário, se não eu falto. Como você deve imaginar, entre meus colegas jornalistas não é muito diferente. […]

atenção, acionista

Vale eleva valor de dividendo a ser em pago em 30 de junho para R$ 2,189 por ação

No dia 17 de junho, a empresa tinha informado o pagamento de R$ 2,177 de dividendo por ação; demais condições da distribuição não serão alteradas

de olho na inovação

Moeda digital é nova forma de representação da moeda já emitida, diz Campos Neto

Segundo ele, ela não se confunde com os criptoativos, como o bitcoin, que não têm característica de moeda, mas sim de ativos

em audiência

Yellen diz esperar apoio do G-20 para proposta de imposto corporativo global

Grupo das 20 maiores economias do mundo se reúne em julho e deve debater o assunto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies