🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela o nome da ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2019-05-17T19:46:05-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Olha quem veio

O mercado chamou e o Banco Central apareceu. Leilão de linha de dólar vem aí

BC anunciou rolagem de vencimento que aconteceria em 4 de junho, são até US$ 3,75 bilhões que serão ofertados entre segunda e quarta-feira

17 de maio de 2019
19:46
pá-de-dolares
Imagem: Shutterstock

Na manhã desta sexta-feira, falei que todo mundo é liberal até o dólar bater os R$ 4, e que já se ouvia pelas mesas perguntas sobre eventual atuação do Banco Central (BC) no câmbio. O pregão fechou e o BC apareceu. Na semana que vem, fará a rolagem de US$ 3,75 bilhões em operações de linha com compromisso de recompra que venceriam em 4 de junho.

Por se tratar de rolagem, não temos “dinheiro novo” entrando no mercado. Mas como estamos no meio do mês, podemos ver o anúncio como uma antecipação (geralmente as rolagens são feitas no fim do mês) ou mesmo um teste de demanda. O dólar fechou o dia a R$ 4,10, alta de 1,60%, depois de bater R$ 4,11 na máxima.

Nesse tipo de atuação o BC “empresta” os dólares das reservas internacionais que terão de ser devolvidos posteriormente. Quando opta pela rolagem, o BC se mantém neutro no mercado, que vai avaliar se devolve os dólares para o BC ou se alonga a operação.

As rolagens começarão na segunda-feira, com até US$ 1,25 bilhão para vencimento em abril ou janeiro de 2020. O mesmo modelo, de dois leilões por dia, com até US$ 1,25 bilhão, será feito na terça e quarta-feira.

As linhas que estão sendo roladas foram aquelas ofertadas no fim de março, quando uma piora no mercado externo e ruídos no lado político também demandaram atuação no BC.

Segundo o próprio BC, o estoque de linhas é de US$ 8,925 bilhões, sendo US$ 3,65 bilhões vincendos em 4 de junho, US$ 3,375 bilhões em 2 de julho e US$ 1,9 bilhão em 2 de agosto de 2019.

Nada impede que o BC faça novas ofertas, tanto no mercado à vista, quanto no mercado futuro, se entender que o mercado está operando fora da normalidade.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Política monetária

Bancos centrais podem elevar riscos ao aumentar juros ao mesmo tempo

25 de setembro de 2022 - 16:37

Economistas alertam que os bancos centrais como um grupo irão longe demais e empurrarão a economia mundial para uma recessão mais profunda do que o necessário

Exclusivo Seu Dinheiro

Dividendos expressivos daqui para frente: fundo imobiliário (FII) está barato, tem potencial de disparar e pode se tornar a fonte de renda extra que você precisa; conheça

25 de setembro de 2022 - 15:00

Artigo produzido por colunista do Seu Dinheiro destaca 5 razões para você acreditar no crescimento de um FII que está bem descontado

Investigação

CVM muda entendimento e vê fraude em operações de criptomoedas do ‘Faraó dos Bitcoins’

25 de setembro de 2022 - 12:54

Mudança de postura da CVM é vista com atenção por sinalizar como o colegiado vai reagir em outros casos envolvendo criptoativos

Sem pânico

Nubank faliu? Entenda o que está acontecendo com a empresa

25 de setembro de 2022 - 11:41

A migração de BDRs do Nubank na bolsa brasileira se transformou num medo coletivo do banco digital fechar as portas no Brasil. Entenda

COM A PALAVRA, PROFESSOR BARONI

‘Já passou da hora de alguns gestores autoliquidarem fundos imobiliários’: o que pensa um dos maiores especialista de FIIs do país sobre a consolidação da indústria

25 de setembro de 2022 - 10:00

Professor Baroni, o analista e especialista em FIIs da Suno Research, discutiu o excesso de opções no mercado em evento do setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies