Menu
2019-04-04T12:28:40+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

BC já chamou leilão de linha e com dólar a R$ 4 mercado questiona se tem mais por vir

Cenário externo não ajuda e por aqui ruído político intensifica a demanda por moeda americana

28 de março de 2019
9:43 - atualizado às 12:28
dólar cotação
Imagem: Shutterstock

Um show de horror para o vendido e felicidade para o comprado na abertura do mercado de dólar, com o famoso “gap de abertura”, levando a moeda a piscar os primeiros negócios acima dos R$ 4,0, algo que não acontecia desse os tensos dias da eleição do ano passado.

Passado o “calor”, por volta das 9h40, a moeda subia 0,56%, a R$ 3,9766, mostrando que tem vendedor também no linha dos R$ 4.

O mundo está em modo de “aversão ao risco” ou “fuga para qualidade”, com o dólar ganhando força em âmbito mundial enquanto caem as taxas de juros dos títulos americanos. A preocupação é com uma recessão global.

Com impacto mais marcado para o Brasil e outros emergentes, a lira turca segue apanhando feio, com o BC da Turquia queimando reservas internacionais tentando desmontar as apostas contra a moeda turca. O país vem tomando medidas hostis ao capital externo.

O momento tem alguma semelhança com junho do ano passado, quando os emergentes também passaram por uma sacudida puxada por Turquia e Argentina e aqui também lidamos com a greve dos caminhoneiros.

Naquele momento, BC e Tesouro nacional atuaram em conjunto para dar saída aos investidores nos mercados que sempre têm a “porta pequena” quando alguém grita “fogo” no salão.

Ontem à noite, o BC já chamou um leilão de linha com compromisso de recompra. A oferta será de US$ 1 bilhão em dinheiro novo, algo que não acontecia desde o fim do ano passado. Antes, o BC já tinha dito ao mercado que faria a rolagem de US$ 3 bilhões em linhas que venceriam no começo de abril.

Esse recente comportamento do câmbio estará presente na entrevista que o presidente do BC, Roberto Campos Neto, concede logo mais, por volta das 11 horas, para falar do Relatório de Inflação.

No lado interno, os desentendimentos entre Jair Bolsonaro e o Congresso, representado na figura de Rodrigo Maia também não ajudam. O presidente não parece disposto a ceder na sua relação com o Congresso, que fará corpo mole ou novas demonstrações de força como vimos nesta semana.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Seu Dinheiro na sua noite

Tupi or not tupi

Há quase um século, o escritor Oswald de Andrade redigia o Manifesto Antropofágico, o clássico (e divertidíssimo) texto no qual defende a valorização de uma cultura verdadeiramente brasileira. A ideia não era se opor à influência estrangeira, mas devorá-la. A zoeira com o monólogo de Shakespeare em Hamlet (“To be, or not to be”) sintetiza […]

No júri

Petrobras tem vitória no Carf em processo envolvendo R$ 5,1 bilhões

Processo administrativo fiscal trata da cobrança de CIDE-Importação sobre remessas ao exterior para pagamento de contratos de afretamento

Crédito mais barato

Caixa apresenta nova modalidade de financiamento com juros atrelados ao IPCA

Taxas de juros da nova modalidade vão oscilar entre 2,95% a 4,95% ao ano mais a variação do IPCA. A demanda estimada pelo produto está na casa de R$ 50 bilhões

Vai tranquilo

Maia sobre reforma tributária: “não estamos com pressa”

Presidente da Câmara diz querer estabelecer um debate sobre o tema de forma tranquila e profunda

De mudança e sob nova direção

Após governo mandar Coaf para o BC, Ricardo Liáo é nomeado novo presidente do órgão

Indicação é vista como uma forma de garantir certa continuidade na administração do Coaf

Sem sinal

Oi perde quase metade do valor na bolsa em apenas quatro dias

Com mais de 37,5 milhões de clientes no país, Oi passa a ser avaliada em apenas R$ 4,4 bilhões na B3; só hoje, as ações ordinárias da operadora registraram uma desvalorização de 27%, cotadas a R$ 0,73

DE OLHO NO GRÁFICO

Queda do Ibovespa, S&P e as ações para ficar de olho

No De Olho no Gráfico de hoje, Fausto Botelho fala de suas expectativas para o Ibovespa, o S&P, o Nasdaq, o dólar e o desempenho das ações para as quais tem recomendação de venda

Primeiro texto

Relator da reforma da Previdência no Senado diz estar fazendo esforço para entregar relatório na sexta-feira

A presidente da CCJ, Simone Tebet, já havia dito que essa era a previsão, sendo que a leitura do documento será feita no dia 28

Siga o dinheiro

Fluxo do gringo na bolsa em 2019 ainda é positivo e eu posso provar

Dados disponibilizados pela B3, que mostram saída de R$ 19 bilhões até 15 de agosto, não contabilizam valores movimentados em ofertas de ações

um passo atrás

‘Não quero submeter meu filho ao fracasso’, diz Bolsonaro sobre Embaixada

Presidente admitiu a possibilidade de desistir da nomeação de seu filho, após “guerra de pareceres” no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements