Menu
2019-05-03T19:50:34-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Débito ou crédito?

Mercado Pago lança nova maquininha de cartão na disputa por pequenas e médias empresas

Correndo por fora na disputa do mercado de meios de pagamento, empresa do site de comércio eletrônico Mercado Livre vende máquina e oferece conta digital com rendimento

3 de maio de 2019
19:50
Point Pro, maquininha de cartões do Mercado Pago
Point Pro, maquininha de cartões do Mercado Pago - Imagem: Sergio Zacchi/Divulgação

Comendo pelas beiradas na feroz batalha do mercado de maquininhas de cartão, o Mercado Pago, empresa de meios de pagamento do site de comércio eletrônico Mercado Livre, anunciou o lançamento de um novo modelo de terminal: a Point Pro.

Voltada para pequenas e médias empresas, a nova maquininha do Mercado Pago custa R$ 358,80, e o valor pode ser parcelado em até 12 vezes. Não há taxas de adesão ou de aluguel.

Junto com a maquininha, a empresa do Mercado Livre oferece uma conta digital que oferece o rendimento do saldo a uma taxa de 5,2% ao ano, o equivalente a 85% do CDI. A conta pode ser movimentada por um cartão com bandeira Mastercard.

Assim como as outras empresas de maquininhas, o Mercado Pago também oferece o pagamento imediato das vendas realizadas no cartão aos lojistas. Nas operações realizadas no débito, a taxa é de 1,99% e, no crédito à vista, de 4,74%. O comerciante também tem a opção de receber os valores nas vendas realizadas no crédito em 14 ou 30 dias, com taxas menores.

A despeito da concorrência ferrenha no segmento, o Mercado Pago manteve o crescimento e atingiu um volume de transações de US$ 5,6 bilhões no primeiro trimestre deste ano, de acordo com dados do balanço do Mercado Livre, que possui ações listadas em Nova York. Trata-se de um avanço de 35,1% em dólares e de 82,5% em uma base cambial neutra na comparação com o mesmo período de 2018.

Se você quiser saber mais sobre a estratégia do Mercado Livre para a sua empresa de pagamentos, leia esta entrevista que eu fiz com Túlio Oliveira, diretor responsável pelo Mercado Pago.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Exclusivo SD Premium

Segredos da bolsa: O cachorro louco segue à solta nos mercados

Agenda repleta de balanços corporativos e indicadores econômicos importantes no Brasil, na China, nos EUA e na Europa promete deixar os investidores com os nervos à flor da pele esta semana

Balanço

Saudi Aramco vê lucro cair 73,3% com menor demanda e queda do preço do petróleo

Estatal saudita lucrou apenas US$ 6,6 bilhões no segundo trimestre, em razão de crise desencadeada pela pandemia de coronavírus

Para bater a renda fixa

Queda na bolsa no mês de julho deixou retorno dos fundos imobiliários mais atrativo

Para analistas do Banco Inter, queda dos FII em julho foi apenas um ajuste; com juro baixo e preço menor, rentabilidade potencial cresceu

O tamanho da conta

Conta da pandemia chega a R$ 700 bilhões

Segundo levantamento do Estadão, pandemia deve custar isso só em 2020, o equivalente a quase 10% do PIB e a R$ 3,3 mil para cada brasileiro. Quantia seria suficiente para pagar o Bolsa Família por 21 anos

Canetada

Trump assina quatro decretos com estímulos à economia

Diante do fracasso das negociações entre republicanos e democratas para novo pacote de ajuda trilionário, presidente americano partiu para a canetada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements