Menu
2019-06-13T11:42:53-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
Mais uma

Em nova oferta pela Netshoes, Magazine Luiza oferece mesmo valor que a Centauro

Disputa começou em 23 de maio, quando a Centauro fez uma oferta hostil para comprar a empresa, a US$ 2,80 por papel; primeira oferta foi do Magalu, US$ 2

13 de junho de 2019
9:00 - atualizado às 11:42
Fila de consumidores em frente à loja Magazine Luiza na Avenida Senador Teotônio Vilela, Cidade Dutra
Imagem: Estadão Conteúdo/Sérgio Neves

Um dia após a repercussão de uma nova oferta da Centauro pela Netshoes, o Magazine Luiza elevou novamente sua proposta pelo site de produtos esportivos. Dessa vez propondo US$ 3,70 por ação, assim como a Centauro.

O mercado reagiu com animação. Por volta das 11h15 desta quinta-feira, 13, as ações da Netshoes listadas na bolsa de Nova York operavam em forte alta, de 11%, cotadas a US$ 3,83. Os papeis do Magazine Luiza na bolsa brasileira seguiam um ritmo mais leve, numa alta de 2,63%, a R$ 283,46. Confira nossa cobertura dos mercados de hoje.

A operação entre as duas empresas ainda será submetida à deliberação dos acionistas da Netshoes em uma assembleia convocada para amanhã, 14. Caso aprovada, deve ser concluída até o dia 19 de junho.

Segundo o Magalu, o Conselho de Administração da varejista de artigos esportivos reiterou "por unanimidade" sua recomendação para que seus acionistas votem a favor dessa operação.

Quem dá mais?

A briga pela Netshoes começou em 23 de maio, quando a Centauro fez uma oferta hostil para comprar a empresa, a US$ 2,80 por papel. Até então o destino do site de artigos esportivos estava praticamente certo com a oferta que o Magalu havia feito no final de abril, de US$ 2 por ação.

O contra-ataque veio em 26 de maio, quando o Magazine Luiza ofereceu US$ 3,00 por ação da Netshoes. Em seguida, a Centauro aumentou seu lance para US$ 3,50 por papel.

Foi então que o o Conselho de Administração da Netshoes mostrou-se favorável à proposta feita pelo Magazine Luiza, alegando que a Centauro não fornecia garantias suficientes em relação à condição financeira da companhia.

A Centauro não desistiu: nesta semana elevou novamente sua proposta, chegando a US$ 3,70, oferecendo um empréstimo de R$ 120 milhões para reforço de capital de giro da empresa, entre outras coisas.

Situações distintas

Netshoes e Magazine Luiza estavam em situações distintas, conforme contou por aqui o repórter Vinícius Pinheiro.  Quando que abriu capital em Nova York, há dois anos, a Netshoes era apontada como grande aposta na renovação no varejo brasileiro. Mas o fôlego se mostrou curto.

No terceiro trimestre do ano passado, a empresa registrou prejuízo líquido de R$ 140,6 milhões, quase o triplo do mesmo período de 2017. A dívida líquida da Netshoes somava pouco mais de R$ 140 milhões ao fim de setembro do ano passado.

Já o Magalu, depois de abrir o capital em 2011, a chegou ter a ação negociada abaixo de R$ 1,00. Mas sob o comando de Frederico Trajano, a varejista se reinventou como uma plataforma multicanal. No primeiro trimestre deste ano, a empresa registrou lucro de R$ 132 milhões e avanço expressivo no e-commerce.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

De volta para a fase amarela

Um dia após eleições, governo de SP anuncia medidas mais duras de isolamento

Até o último domingo (29), o estado de Sã Paulo acumulava uma alta de 8,9% no número de casos da doença no último mês.

Fundos imobiliários

Primeiro ETF do IFIX começa a ser negociado nesta segunda-feira

B3 e XP lançam fundo de índice referenciado no IFIX, o Índice de Fundos Imobiliários. Trend IFIX terá taxa de administração de 0,3% ao ano

Conversão em tempo real

Banco híbrido Capitual passa a permitir saques de criptomoedas em caixas eletrônicos

O Capitual é um banco digital que oferece serviços bancários tradicionais para Pessoas Físicas e Jurídicas, a possibilidade de negociação de oito criptomoedas, quatro moedas fiduciárias e ouro

Na pandemia

Dívida bruta do governo geral fica em 90,7% do PIB em outubro, diz BC

Na esteira do aumento dos gastos dos governos para fazer frente à pandemia do novo coronavírus, a dívida pública brasileira acelerou em outubro. Dados divulgados nesta segunda-feira, 30, pelo Banco Central mostram que a Dívida Bruta do Governo Geral fechou outubro aos R$ 6,575 trilhões, o que representa 90,7% do Produto Interno Bruto (PIB). O […]

Fundos imobiliários

Liberado a partir desta segunda, aluguel de cota de FII permite ao investidor ganhar mesmo na baixa

Medida permite a cotistas de FII emprestarem suas cotas em troca de remuneração e a investidores de curto prazo operarem vendidos, apostando na queda dos fundos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies