2019-05-29T16:31:47-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
OFERTA HOSTIL

Centauro parte para briga com Magazine Luiza e ações do Netshoes disparam mais de 40% em Nova York

A Centauro fez uma oferta hostil pela Netshoes — agora, a proposta terá de ser submetida em assembleia de acionistas da Netshoes marcada para votar a venda a empresa ao Magazine Luiza. Reunião será no dia 30.

23 de maio de 2019
8:14 - atualizado às 16:31
Estátua de Centauro e um céu de nevoeiro
Estátua de Centauro - Imagem: Shutterstock

A Centauro está disposta a brigar pela Netshoes. A empresa apresentou, nesta quinta-feira (23), uma proposta para comprar a varejista online de artigos esportivos. E o lance é tentador: o valor é 40% maior que o ofertado pelo Magazine Luiza, no mês passado.

A proposta da Centauro foi de US$ 2,80 por ação da Netshoes, de acordo com fato relevante encaminhado pela empresa à Comissão de Valores Imobiliários (CVM). Ao todo, a operação somaria cerca de US$ 87 milhões. É um valor superior ao oferecido pelo Magazine Luiza, de US$ 2,00 por ação.

Com o anúncio, as ações da Netshoes dispararam na bolsa americana de Nova York. Os papéis da empresa, que terminaram o pregão de quarta-feira (22) valendo US$ 1,96, subiram 43,88% hoje, atingindo US$ 2,82 — ligeiramente acima, portanto, do preço ofertado pela Centauro.

Trata-se de uma oferta hostil, ou seja, quando uma empresa envia uma proposta de compra a outra sem alinhar os termos com a companhia que é alvo de aquisição. Em casos como esse, o conselho de administração pode avaliar a proposta e enviar uma recomendação de voto aos acionistas. A decisão final entre aceitar ou não feita em assembleia de acionistas.

Em meio à disputa, as ações ON da Centauro (CNTO3) terminaram a sessão em queda de 0,44%. Já os papéis ON do Magazine Luiza (MGLU3) avançaram 0,11%.

Disputa acirrada

No mês passado, a Netshoes chegou a fechar um acordo de venda de suas ações para o Magazine Luiza, por US$ 62 milhões. A fusão, no entanto, ainda precisa do aval dos acionistas da Netshoes, que devem se reunir em Assembleia Geral Extraordinária na próxima quinta-feira, 30.

A Centauro diz que se debruçou sobre o acordo da Netshoes com o Magalu e identificou a possibilidade de apresentação de propostas concorrentes. Mas, para isso, a oferta teria de ser superior a feita anteriormente e precisaria ser apresentada antes da reunião dos acionistas que decide sobre a venda da empresa.

"(Fizemos uma) análise pormenorizada da estrutura do "Agreement and Plan of Merger”, identificando mecanismo que regula a possibilidade de apresentação por qualquer terceiro de proposta concorrente ao board of directors da Netshoes, o qual, diante do dever fiduciário de seus membros perante os acionistas daquela sociedade, está obrigado a avaliar proposta de aquisição da totalidade das ações da Netshoes, desde que seja apresentada de boa-fé por terceiros interessados antes da realização da Special Shareholders Meeting da Netshoes (que está
agendada para ocorrer em 30 de maio de 2019) e contemple uma transação que é capaz de ser consumada prontamente e que seja mais favorável aos acionistas da Netshoes sob a ótica financeira, quando comparada aos termos atuais da transação existente", explicou a Centauro, em comunicado.

A empresa disse ainda que vai comunicar a Netshoes que dispõe de financiamento em bancos de primeira linha com potencial para financiar a aquisição de 100% da Netshoes.

Caso desista da fusão anunciada no mês passado, a Netshoes deverá pagar ao Magazine Luiza uma multa de US$ 1,8 milhão, segundo o formulário anual 20-F entregue pela Netshoes à Securities and Exchange Commission (SEC).

O Seu Dinheiro entrou em contato com Magazine Luiza e Netshoes e aguarda posicionamento.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

DESINVESTIMENTO

Sinal verde: Petrobras (PETR4) confirma a venda de participação na Bacia do Espírito Santo — negócio pode chegar a US$ 75 milhões

Do valor total, US$ 3 milhões serão pagos na data de assinatura dos contratos, US$ 12 milhões no fechamento da transação e até US$ 60 milhões em pagamentos contingentes

FRUTOS DO CASAMENTO?

Dividendos: Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) distribuirão R$ 135,6 milhões; datas de corte serão às vésperas de fusão

A Unidas é quem distribuirá a maior quantia, cerca de R$ 82,6 milhões, já a Localiza pagará R$ 53 milhões aos acionistas

MUDANÇA CABELUDA

Espaçolaser (ESPA3) anuncia troca de CEO após dia de alta de até 20% na B3

Paulo Morais, que é um dos fundadores da companhia, detém 10,04% das ações ESPA3 e seguirá como membro do conselho de administração

ELEIÇÕES 2022

Mesmo após turbulências no governo, distância entre Lula e Bolsonaro segue praticamente inalterada no primeiro turno, mostra Datafolha

De acordo com levantamento, o petista tem 19 pontos de vantagem sobre o atual presidente — diferença equivalente à sondagem feita entre 25 e 26 de maio

Político volta a pesar no Ibovespa, Binance suspende saques e Inter tomba na estreia; confira os destaques do dia

Se nos primeiros meses do ano o cenário político foi mero figurante nas discussões do mercado financeiro, Brasília agora é protagonista absoluta e não houve um dia nas últimas semanas que os investidores locais tenham conseguido desviar dos acontecimentos na capital federal.  A crise na Petrobras (PETR4), que ainda aguarda um desfecho, é apenas um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies