Menu
2019-12-25T17:09:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
juntos

Centauro e B2W fecham parceria para venda online de artigos esportivos

Plataforma, chamada “Centauro by Americanas.com”, está disponível a partir desta terça-feira; em junho, Centauro perdeu a disputa pela Netshoes para o Magazine Luiza

29 de outubro de 2019
8:47 - atualizado às 17:09
Centauro – Americanas – Logo
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O grupo SBF (dona da Centauro) e a B2W fecharam uma parceria para lançar uma plataforma conjunta de venda online de artigos esportivos. Com isso, a Centauro espera expandir os negócios online no universo do esporte, após perder a disputa pela compra da Netshoes para o Magazine Luiza.

Nesta segunda-feira (28), as ações ON do SBF (CNTO3) fecharam o dia cotadas a R$ 27. Já os papéis da ON da B2W (BTOW3) terminaram o pregão do primeiro dia desta semana valendo R$ 53,15. Veja como deve ser o dia dos mercados na Bula. 

Segundo a dona da Centauro, a parceria possibilitará oferecer uma experiência elevada de consumo no mundo dos esportes aos mais de 15 milhões de clientes ativos da B2W, ao unir os produtos oferecidos pela Centauro com a expertise e o posicionamento da B2W.

A plataforma, chamada "Centauro by Americanas.com", está disponível a partir desta terça-feira (29). "Os consumidores terão acesso a uma completa experiência omnichannel Centauro, que proporciona aos seus clientes diversas facilidades, como Click & Collect, entrega expressa, experimentação e troca de produtos", diz a companhia.

Para analistas do BTG Pactual, a parceria é positiva tanto para a Centauro quanto para a B2W. Em relatório divulgado a clientes, eles dizem que o negócio vai permitir à B2W aumentar a diversidade de produtos enquanto mantém o foco na experiência do usuário.

Eles lembram que implementar qualquer categoria de venda de produtos do zero implicaria num aumento do CAC (em inglês, custo de aquisição de clientes).

Para a Centauro, a parceria implica em mais tráfego para a sua plataforma (um pilar importante para o sucesso do e-commerce). "Nós estimamos um aumento de 10% do take-rate (relação de usuários do site que aproveitam o benefício)".

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

números da pandemia

Brasil chega a 72,1 mil mortes por covid-19, diz Ministério da Saúde

Foram registrados 24.831 novos casos da doença; total chegou a 1.864.681

entrevista

‘Brasil virou pária do investimento internacional’, diz Persio Arida

Um dos signatários da carta de ex-ministros da Fazenda e do BC em defesa de uma retomada econômica “verde”, ele observa que o presidente tem feito uma “política ambiental horrenda” e na contramão do mundo

ao menos sete parlamentares

Verba de gabinete é usada para lucrar na internet

Deputados da base governista recorreram a empresas contratadas com dinheiro da cota parlamentar e assessores pagos pela Casa para gerir canais monetizados no YouTube

entrevista

‘Caminhamos para o precipício ambiental’, diz CEO da Suzano

Walter Schalka diz que a sustentabilidade tem de unir empresas e governo para que o Brasil possa virar uma potência ambiental no mundo

decisão da justiça

Ex-secretário, vereador e empresário de Marília tornam-se réus por fraudes

De acordo com o Ministério Público Federal, o grupo é acusado de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements