Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-13T20:21:22-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Cartada final?

Quem dá mais pela Netshoes? Centauro agora eleva oferta para R$ 490 milhões

Valor proposto pela Centauro pela Netshoes equivale a US$ 4,10 por ação, mais que o dobro da oferta inicial feita pelo Magazine Luiza

13 de junho de 2019
19:51 - atualizado às 20:21
Site da Netshoes
Site da Netshoes - Imagem: Reprodução

Pensou que o leilão pela Netshoes havia terminado com a oferta mais recente lançada hoje de manhã pelo Magazine Luiza? Pois pensou errado. A Centauro voltou ao ataque com uma nova oferta de US$ 127,3 milhões (R$ 490 milhões) pela varejista online de produtos esportivos.

O valor proposto equivale a US$ 4,10 por ação da Netshoes, mais que o dobro da oferta inicial feita pelo Magazine Luiza, que antes do ataque da Centauro havia fechado a compra por meros US$ 2,00 por ação.

A nova oferta acontece quando o Magalu parecia estar com as mãos na Netshoes. A varejista se dispôs a pagar os mesmos US$ 3,70 por ação oferecidos pela Centauro e ainda conta com a bênção do conselho da Netshoes.

Tudo isso na véspera da assembleia de acionistas da companhia que decidirá sobre a venda. Caso o Magazine Luiza saia vencedor, a operação deve ser concluída até o dia 19 de junho.

A agilidade para o fechamento da transação é um ponto importante para a Netshoes, que enfrenta graves problemas financeiros. Esse é o grande trunfo do Magalu, já que o Cade, órgão de defesa da concorrência, já deu aval ao negócio, caso seja esse o desfecho.

O sentimento de "já ganhou" fez com que as ações do Magazine Luiza (MGLU3) fechassem em alta de 3,20% no pregão de hoje. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

Sabendo disso, a Centauro informou, junto com o aumento da proposta, que o Cade vai analisar a oferta da empresa pelo rito sumário. Isso significa que a transação será analisada pelo órgão em prazo máximo de 30 dias a partir de 12 de junho.

Desse modo, a Centauro avalia que sua nova proposta não é financeiramente mais vantajosa para os acionistas da Netshoes como afasta os riscos em relação à condição financeira da empresa.

As ações da Netshoes, negociadas na bolsa de Nova York (Nyse), fecharam em forte alta de 11,76%, cotadas a US$ 3,80, em linha com a proposta feita pelo Magazine Luiza. Mas voltaram a disparar no "after market" após o contra-ataque da Centauro e eram negociadas a US$ 4,09.

Essa é uma indicação de que ou os acionistas vão aderir à nova oferta ou os investidores acreditam que a última cartada pela Netshoes ainda será do Magalu.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies