Menu
2019-05-29T16:31:27-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Disputa com Centauro

Magazine Luiza contra-ataca e eleva oferta pela Netshoes para US$ 93 milhões

A varejista decidiu elevar a oferta pelo site de produtos esportivos para US$ 3,00 por ação depois que a Centauro entrou na disputa com uma oferta hostil lançada na quinta-feira

26 de maio de 2019
21:02 - atualizado às 16:31
Site da Netshoes
Site da Netshoes - Imagem: Reprodução

Após a Centauro incendiar a disputa pela Netshoes ao lançar uma oferta hostil na quinta-feira, o Magazine Luiza (MGLU3) não deixou barato. Literalmente. A varejista decidiu elevar a oferta pelo site de produtos esportivos para US$ 3,00 por ação. Esse valor equivale a US$ 93 milhões – ou R$ 374 milhões, na cotação de sexta-feira.

A nova proposta foi aprovada pelo conselho de administração do Magalu, que inicialmente havia anunciado acordo para levar a Netshoes (NETS) por US$ 2,00 por ação (US$ 63 milhões) da companhia, que é listada na bolsa de Nova York (Nyse).

O Magalu já havia praticamente "calçado o tênis" da Netshoes quando surgiu a proposta da Centauro. O negócio, inclusive, foi aprovado pelo Cade, órgão de defesa da concorrência, no mesmo dia da divulgação da oferta concorrente.

Com o aval do Cade, o Magazine Luiza prevê que poderá concluir o negócio até o dia 12 de junho. O próximo passo decisivo no cronograma é a assembleia de acionistas da Netshoes, marcada para esta quinta-feira, dia 30 de maio.

As ações da Netshoes, que dispararam depois da oferta da Centauro, agora devem buscar o patamar da US$ 3 da nova proposta do Magalu no pregão desta segunda-feira.

Já o comportamento das ações do Magazine Luiza não é tão simples de prever. Os acionistas podem considerar que a Netshoes, uma empresa que hoje nem sequer é lucrativa, não vale tanto esforço (e dinheiro).

"O Magalu reforça a sua visão de que a aquisição da Netshoes potencializará as suas atividades e está em linha com a sua visão estratégica de diversificação de categorias, aumento da base ativa de clientes e de aumento da frequência anual de compra destes", informou a empresa, em comunicado divulgado neste domingo à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Resta saber ainda como a Centauro (CNTO3) vai reagir, se é que vai reagir. Afinal, a varejista de produtos esportivos está com o caixa recheado para aquisições depois de abrir o capital na B3 no mês passado.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

fique de olho

Telefônica Brasil paga R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Valor tem retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 15%, resultando no montante líquido de R$ 535,5 milhões, com base no balanço patrimonial de 31 de maio de 2021

seu dinheiro na sua noite

A escalada dos juros e o impacto nos seus investimentos

Os horizontes do atual ciclo de escalada dos juros no Brasil já começam a ficar mais claros, assim como os contornos da política monetária americana.  Hoje os investidores trataram de se ajustar aos sinais enviados pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos na “Super Quarta” de ontem. O mercado de juros rumou para […]

ampliando o portfólio

JBS conclui a aquisição de empresa de produtos à base de plantas Vivera na Europa

Transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

atenção, acionista

Vale anuncia pagamento de dividendos; confira os valores

Segundo a mineradora, será considerada a posição acionária de 23 de junho de 2021; empresa passa por bom momento

retomada

Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio

De janeiro a maio, as vendas internas foram de 10 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 46,4% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies