Menu
2019-10-28T13:15:38-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Balanço

Klabin dobra lucro líquido no 3º trimestre, para R$ 207 milhões

Com menor volume de vendas e queda de preços nos mercados de celulose e kraftliner, a receita líquida da companhia atingiu R$ 2,478 bilhões no terceiro trimestre, 12% abaixo do registrado um ano antes, além de 5% inferior a do segundo trimestre

28 de outubro de 2019
11:28 - atualizado às 13:15
Klabin
Imagem: Klabin/Divulgação

Klabin reportou nesta segunda-feira (28) lucro líquido de R$ 207 milhões no terceiro trimestre, resultado 104% superior ao informado um ano antes. A performance também representa uma expansão de 187% em relação ao segundo trimestre deste ano.

A cifra relativa ao lucro também representa mais que o dobro da expectativa de analistas ouvidos pela Bloomberg, que esperavam lucro de R$ 75,6 milhões. Os papeis ON da empresa (KLBN3) operam em baixa de 0,82%, a R$ 3,65. Acompanhe nossa cobertura de mercados.

Com menor volume de vendas e queda de preços nos mercados de celulose e kraftliner, a receita líquida da companhia atingiu R$ 2,478 bilhões no terceiro trimestre, 12% abaixo do registrado um ano antes, além de 5% inferior a do segundo trimestre.

Apesar do cenário desafiador, que afetou especialmente os resultados da unidade de celulose, a companhia afirma ter sido capaz de mitigar esses impactos por meio dos resultados obtidos nas principais linhas de negócios de papéis e embalagens.

"Nesse contexto, vale citar o aumento de 25% no volume de vendas de papel cartão em relação ao mesmo período do ano anterior, impulsionado pelo bom desempenho no mercado externo", afirma a Klabin em comentários sobre o desempenho do período.

Entre julho e setembro a empresa registrou resultado financeiro, excluídas as variações cambiais, negativo em R$ 240 milhões, próximo do resultado negativo de R$ 248 milhões de um ano antes, mas inferior ao resultado negativo de R$ 550 milhões do segundo trimestre.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia R$ 1,396 bilhão do período representa avanço de 12% ante um ano antes e de 46% em relação ao apresentado no segundo trimestre. A margem Ebitda ajustada, por sua vez, saltou de 37% em junho para 56% ao final de setembro. Em setembro do 2018, a margem Ebitda estava em 44%.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

setor em transformação

Dezembro vai ser bom para o varejo, mas 2021 é imprevisível, diz Luiza Trajano

Presidente do conselho do Magazine Luiza voltou a pregar união, falou de responsabilidade social do empresariado e pediu para que não se transforme a busca pela vacina em “jogo político”

O maior evento do ano

Reunião anual da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, será novamente virtual em 2021

A Berkshire Hathaway afirmou que a reunião, que acontece em maio, será semelhante à reunião que ocorreu em 2020.

perspectivas para o setor

E-commerce não vai desacelerar porque ainda tem baixa penetração, diz CEO da Locaweb

Fernando Cirne lembrou que apenas 12% das transações do varejo no país são digitais; empresa abriu capital na bolsa em fevereiro e bombou com pandemia

Maior que a do Eike

CVM aplica R$ 926,1 mi em multa até setembro, 18% mais ante mesmo período de 2019

A cifra total até setembro foi impulsionada pelo resultado de um único processo.

Previdência lá fora

Itaú lança previdência com investimento 100% no exterior para todos os clientes

Nova modalidade da Carteira Itaú investe apenas em ativos fora do Brasil e é acessível a investidores de todos os portes como PGBL ou VGBL

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies