Menu
2019-08-20T14:59:46-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
um passo atrás

‘Não quero submeter meu filho ao fracasso’, diz Bolsonaro sobre Embaixada

Presidente admitiu a possibilidade de desistir da nomeação de seu filho, após “guerra de pareceres” no Senado

20 de agosto de 2019
14:59
Presidente da República Jair Bolsonaro
Sobre o parecer contrário no Senado, Bolsonaro disse que as consultorias agem de acordo com o interesse do parlamentar. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro admitiu a possibilidade de desistir da nomeação de seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para a Embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos.

"Eu não quero submeter o meu filho a um fracasso. Eu acho que ele tem competência. Mas tudo pode acontecer, prezado companheiro", afirmou a um jornalista ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira, 20.

A indicação de Eduardo criou uma "guerra de pareceres" no Senado. Após a divulgação de um documento elaborado pela consultoria legislativa da Casa que aponta nepotismo na possível nomeação, outro parecer, também de consultores, afirma o contrário.

Sobre o parecer contrário, Bolsonaro disse que as consultorias agem de acordo com o interesse do parlamentar. "O que vale para mim é a súmula do Supremo [Tribunal Federal] que diz que não é nepotismo", afirmou.

Senado manda recado

Para o cientista político, professor e pesquisador da FGV Marco Antônio Carvalho Teixeira, a declaração de Bolsonaro é um reflexo da resistência de parte do Senado Federal à vontade pessoal do mandatário. "O Senado manda um recado de que não será um mero carimbador das vontades do presidente da República", avalia.

Carvalho Teixeira destaca que pode ter pesado na atual resistência de parte dos senadores, as recentes críticas à possibilidade do kirchnerismo voltar ao poder na Argentina e à suspensão de repasses da Alemanha e Noruega ao Fundo Amazônia.

"Não se pode lidar com esse padrão beligerante nas questões externas, tanto que a palavra chave para isso é diplomacia, que se fia na arte da negociação", emenda.

Carvalho Teixeira acredita que a soma desses fatores, aliado ao fato da divulgação pela imprensa do suposto acerto feito entre Bolsonaro e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) para a indicação de dois nomes para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), também contribuíram para aumentar as resistências ao nome de Eduardo Bolsonaro.

Segundo o professor da FGV, caso a resistência se confirme e o nome de Eduardo não passe pela Casa, ou nem seja indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, isso evidenciará a postura frágil do mandatário, que não conseguirá jogar a favor de seus próprios interesses.

"Será um nocaute para o próprio governo e para Bolsonaro. E se confirmar, creio que ele não terá forças para cumprir o que havia prometido (e depois voltou atrás) de indicar Eduardo para ser o novo chanceler, no lugar de Ernesto Araújo no Itamaraty."

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Exile On Wall Street

Procure por lucros crescendo

Procurar por lucros que crescem, na maior parte das vezes, implica bater de frente com a ideia de comprar barganhas clássicas apuradas sob os critérios de múltiplos baixos

IGP-M em alta

Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em um ano, aponta FGV

O Índice Nacional de Custo da Construção também cresceu de 0,98% para 1,50% em 12 meses, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas

Mercados hoje

Ibovespa rompe os 100 mil pontos, com tom positivo no Brasil e no exterior

Índice dá continuidade a movimento positivo de ontem, com menos pressão de fatores de risco locais no radar

TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

11 notícias para você começar a terça-feira bem informado

O coronavírus ofuscou o que deveria ser o evento do ano em 2020: a eleição presidencial nos Estados Unidos, o pleito que escolherá quem ocupará um dos cargos mais importantes do mundo nos próximos quatro anos. Os mercados começaram a corrida eleitoral com uma torcida maior por Donald Trump. Sua política de redução de impostos […]

DESEMPENHO AINDA BAIXO

Embraer: Entrega de aeronaves sobe entre segundo e terceiro trimestre

Resultado, porém, fica abaixo do registrado no terceiro trimestre de 2019, com empresa ainda sentindo a crise do setor aéreo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies