Menu
2019-09-02T11:16:21-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o baque dos gigantes

Disputa comercial entre China e EUA já afeta Japão e Coreia do Sul

Coreia do Sul disse que as suas exportações para a China caíram 21,3% em agosto; Japão teve reflexo negativo em gastos de capital pelos fabricantes

2 de setembro de 2019
11:16
Coreia do Sul e Japão
Imagem: Shutterstock

A guerra comercial entre os Estados Unidos e a China está começando a segurar as economias dos vizinhos da China - a começar com fabricantes de equipamentos de alta tecnologia.

A Coreia do Sul disse no domingo que as suas exportações para a China caíram 21,3% em agosto na comparação anual, puxando um declínio geral de 13,6% nas suas exportações.

O Japão disse nesta segunda-feira, 2, que os gastos de capital pelos fabricantes do país caíram 6,9% no trimestre de abril a junho. Esse é o primeiro declínio em dois anos, à medida que companhias buscavam lidar com um declínio de quase dois dígitos nas exportações para a China.

"Dado que não há nenhum sinal de recuperação nas exportações do Japão devido à fricção comercial EUA-China, espera-se que a tendência negativa nos lucros de fabricantes e investimentos continue", disse o analista do Instituto de Pesquisa NLI Taro Saito.

Novas tarifas

No domingo, os EUA foram adiante com novas tarifas de 15% sobre vestuário e outras importações avaliados em US$ 111 bilhões no ano passado, adicionalmente a tarifas de 25% impostas anteriormente sobre cerca de US$ 250 bilhões em importações chinesas.

O ministro da Indústria da Coreia do Sul, Sung Yun-mo, citou as tarifas ascendentes como um sinal de alerta junto com outras tensões regionais incluindo as restrições mais rigorosas do Japão sobre exportações para a Coreia do Sul. Tóquio atribuiu as restrições a sua falta de confiança em Seul após disputas em torno do legado colonial do Japão.

"A crescente contenda comercial entre os Estados Unidos e a China, junto com as restrições a exportações e a crise em Hong Kong precipitaram incertezas no ambiente global de negócios", disse Sung.

*Como Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

A vingança das sardinhas

Podia ser o título de um filme de terror, mas está mais para uma história de superação. No jargão do mercado financeiro, sardinhas são os pequenos investidores — pessoas físicas como eu e você. No mar revolto da bolsa de valores, as sardinhas costumam virar presas fáceis para os grandes investidores — ou tubarões, como […]

balanço

Pix movimenta R$ 11,8 bilhões na primeira semana de operação

Volume considera as transações realizadas entre o dia 16 de novembro, início da ferramenta, até ontem, dia 22

ainda não é oficial

Biden deve nomear Janet Yellen como secretária do Tesouro, diz jornal

Se confirmada pelo Senado, Janet Yellen será a primeira mulher a assumir a função; bolsas subiram com a notícia

fim do dia

Tudo para cima: Ibovespa fecha em alta com vacina de Oxford 70% eficaz, enquanto risco fiscal pressiona dólar e juros

Principal índice da B3 fecha no maior patamar desde 21 de fevereiro e acumula ganhos de 14% em novembro. Paralisia com reformas e crescente dívida pública instigam alta da moeda americana

Corrida contra o tempo

Moody’s: vacinação em massa tem potencial significativo de melhora do PIB global

Hoje foi a vez da AstraZeneca, que seguiu as farmacêuticas Moderna e Pfizer nas semanas anteriores, todas com eficácia na casa dos 90%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies