Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-12-02T07:38:39-03:00
Estadão Conteúdo
Mais guerra comercial

China reitera demanda por reversão de tarifas para fechar acordo com os EUA

Autoridades chinesas disseram ao jornal chinês Global Times que o país irá comprar produtos agrícolas americanos, em um montante “substancial”

2 de dezembro de 2019
7:38
China e Estados Unidos
Imagem: Shutterstock

A China tem a expectativa de que os Estados Unidos revertam algumas das tarifas impostas sobre seus produtos, como parte do acordo comercial que as duas maiores potências econômicas seguem negociando. Nesta segunda-feira, 2, um jornal oficial chinês reiterou o desejo de Pequim de que a gestão de Donald Trump atue de maneira "flexível" e "razoável".

O jornal Global Times, do Partido Comunista da China, publicou diversos textos que enfatizam que não haverá acordo sem uma promessa, por parte de Washington, de retirada das tarifas.

Autoridades chinesas disseram à publicação que o país irá comprar produtos agrícolas americanos, em um montante "substancial". Os mesmos artigos dizem, no entanto, que o governo chinês não pode prometer "um número específico no acordo porque as quantidades seriam baseadas em demandas de mercado".

As declarações surgem em meio às negociações da Fase 1 do acordo que pretende resolver o conflito comercial entre as duas potências, que já dura 18 meses.

"Reverter tarifas é primordial. A guerra comercial China-EUA (foi) instigada pelos EUA com tarifas, então as tarifas devem ser cortadas primeiro", disse Wi Jianguo, um ex-ministro do Comércio chinês, segundo o jornal.

A publicação também afirma que a China está encaminhando soluções para questões como a proteção da propriedade intelectual, a regulação de investimentos estrangeiros e a abertura do mercado financeiro, independentemente das negociações comerciais.

Autoridades chinesas disseram mais cedo que os Estados Unidos concordaram em reverter as tarifas gradualmente, enquanto outros temas fossem evoluindo na mesa de negociações. Os americanos, no entanto, não confirmaram a informação.

Na semana passada, os dois lados disseram que a disputa estava próxima do fim.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MELOU O NEGÓCIO

Depois de duas semanas suspensas, ações da Evergrande despencam em meio a desacordo sobre venda de fatia da incorporadora

A própria empreiteira chinesa cancelou um acordo para a venda de uma participação de 50,1% para a Hopson Development Holdings

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: exterior tem dia de correção e bolsa brasileira deve ter desempenho fraco por mais um dia após fala de Paulo Guedes sobre teto de gastos

Os balanços do exterior devem movimentar os negócios, com Evergrande de volta ao radar após fracasso na venda de uma subsidiária

LAVANDO AS MÃOS

Guedes se isenta e diz que formato do Auxílio Brasil está ‘a cargo da política’

Segundo o ministro, governo teve de fazer um ‘encaixe’ dentro do arcabouço fiscal existente

Entrevista

Um dos maiores gestores de fundos imobiliários do mercado avisa: os shoppings estão baratos e o investidor ainda não percebeu

CEO da HSI, que tem R$ 11 bilhões sob gestão, diz que os shoppings estão começando a apresentar resultados como os de antes da pandemia e vê demanda de residencial alto padrão ainda forte

Casamento legal

Cade mantém aprovação de compra de fatia da BRF (BRFS3) pela Marfrig (MRFG3)

A conselheira que havia pedido a reabertura da análise da operação mudou de posição e desistiu da reavaliação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies