Menu
2019-06-11T16:36:18-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Mercados

Gestora SPX destaca melhora de ambiente político em sua carta mensal

Melhora na perspectiva de aprovação da reforma da Previdência gerou um alívio para o mercado brasileiro, mas economia segue estagnada sem sinal de melhora

11 de junho de 2019
16:36
Rogério Xavier SPX
Rogério Xavier, sócio da SPX - Imagem: Leo Martins

Em sua carta de gestão a SPX, fundada por Rogério Xavier, transmite uma avaliação positiva com o ambiente político e a reforma da Previdência, enquanto destaca uma economia estagnada e que não dá sinais de aceleração à frente.

“O ambiente para a reforma da Previdência vem melhorando, apesar da relação conturbada entre o presidente e o Congresso. Boa parte dos políticos parece ter compreendido que sem a reforma estaríamos caminhando para uma crise fiscal permanente que beneficiaria os partidos de esquerda, hoje minoria no Congresso”, diz o documento.

Segundo a SPX, essa melhora na perspectiva de aprovação da reforma da Previdência gerou um alívio para o mercado brasileiro, que teve performance destacada dentro de um ambiente de mau humor global. Em abril, a postura era mais cautelosa com relação às reformas.

No mês de maio, o SPX Nimitz rendeu 1,59%, ante um CDI de 0,54% no mesmo período. No ano até maio, a valorização é de 3,6%.

Ações

Na bolsa brasileira a exposição direcional é neutra. No mercado externo o fundo está comprado em bolsa japonesa contra a bolsa europeia. Também há posição vendida no setor industrial americano, “que deve ser impactado pela desaceleração da economia, pelas tarifas da guerra comercial e pelas disrupções na cadeia de produção”.

Juros

No mercado internacional as alocações continuam com baixo risco. No Brasil, um cenário mais favorável do ponto de vista inflacionário, uma atividade econômica mais lenta do que anteriormente prevista, aliados a um cenário internacional com juros menores do que o antecipado, justificam as nossas alocações aplicadas na parte intermediária da curva.

Por outro lado, a carta fala em aguardar os desenvolvimentos das reformas econômicas e o impacto da desaceleração global na economia brasileira. “Apesar de algum otimismo, nos mantemos cautelosos.”

Moeda e commodities

No mercado de moedas, a gestora afirma manter posição comprada em dólar. Em commodities, já compra em alumínio e cobre e venda em zinco. Além disso, foi adicionada posição vendida em níquel. Dessa forma, a exposição direcional na classe passou a ser vendida. Em energia, segue posição comprada em petróleo. No mercado de agrícolas, a gestora iniciou uma posição comprada em milho.

Mercado Externo

Para a SPX, o mês de maio foi marcado por diversos eventos que contribuíram para a piora do clima nos mercados globais.

Estão listados, a deterioração da relação entre a China e os Estados Unidos, a surpreendente ameaça de uma tarifa comercial dos EUA sobre o México e o anúncio de renúncia da primeira-ministra britânica Theresa May.

“Esses eventos provocaram uma piora nas expectativas de recuperação da economia global e tiveram efeitos imediatos nos diversos mercados”, diz o texto.

A SPX também aponta que revisou para baixo as estimativas de crescimento para as principais economias para o ano de 2019. Para o crescimento dos EUA caiu de 2,1% para 1,7%; a projeção para a China caiu de 6,4% para 6,2%; e a projeção para o crescimento da zona do euro caiu de 1,1% para 1%.c

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Clima tenso na política

Bolsonaro ainda não respondeu carta dos governadores, diz Doria

Mandatários estaduais acusam o presidente de dar declarações que ferem a democracia brasileira

Planejando o futuro

3 erros que você deve evitar ao planejar seus investimentos para aposentadoria

Fique de olho pois nesse longo caminho existem algumas ciladas que muita gente acaba caindo

Os movimentos do magnata

Warren Buffett vendeu mais de US$ 800 milhões em ações da Apple no último trimestre. Mas o que isso significa?

Conheça algumas razões para que esse volume de ações da Apple tenha saído das mãos de um dos maiores investidores do mundo

Oportunidade como poucas

‘Brasil tem potencial para ser líder em finanças verdes’, afirma presidente do UBS

Sylvia Coutinho afirma que o país pode conseguir atrair investimentos externos se souber aproveitar essa oportunidade

Produção de biogás

O ‘pré-sal caipira’: a energia que vem da criação de porcos

Dejetos dos suínos se tornaram matéria-prima para a produção de biogás

Climão no governo

Bolsonaro afirma que ‘implodiu’ Inmetro por ‘excesso de zelo’ em regra para táxis

Conflito acabou levando para a demissão da presidente do órgão, Angela Flores

IPOs no radar

Com impulso de médias empresas, bolsa pode movimentar R$ 200 bilhões

Marcas conhecidas e empresas regionais estão buscando assessoria financeira ou até já protocolaram pedido para o IPO

Epidemia mundial

Número de infectados por coronavírus no mundo passa de 78,5 mil

Do total, 77.027 foram diagnosticados somente na China

E que vitória

EUA: Bernie Sanders vence com folga prévias eleitorais do partido Democrata em Nevada

Com a vitória, senador consolida seu status de líder Democrata em meio a crescentes questionamentos sobre suas ideias mais liberais

Enquanto isso, no Guarujá

Presença de Bolsonaro eleva adesão para criação do partido Aliança pelo Brasil

Tenda com fotos do presidente foi montada próxima ao local onde o presidente está hospedado em Guarujá para colher novas assinaturas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements