Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-11T16:36:18-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Mercados

Gestora SPX destaca melhora de ambiente político em sua carta mensal

Melhora na perspectiva de aprovação da reforma da Previdência gerou um alívio para o mercado brasileiro, mas economia segue estagnada sem sinal de melhora

11 de junho de 2019
16:36
Rogério Xavier SPX
Rogério Xavier, sócio da SPX - Imagem: Leo Martins

Em sua carta de gestão a SPX, fundada por Rogério Xavier, transmite uma avaliação positiva com o ambiente político e a reforma da Previdência, enquanto destaca uma economia estagnada e que não dá sinais de aceleração à frente.

“O ambiente para a reforma da Previdência vem melhorando, apesar da relação conturbada entre o presidente e o Congresso. Boa parte dos políticos parece ter compreendido que sem a reforma estaríamos caminhando para uma crise fiscal permanente que beneficiaria os partidos de esquerda, hoje minoria no Congresso”, diz o documento.

Segundo a SPX, essa melhora na perspectiva de aprovação da reforma da Previdência gerou um alívio para o mercado brasileiro, que teve performance destacada dentro de um ambiente de mau humor global. Em abril, a postura era mais cautelosa com relação às reformas.

No mês de maio, o SPX Nimitz rendeu 1,59%, ante um CDI de 0,54% no mesmo período. No ano até maio, a valorização é de 3,6%.

Ações

Na bolsa brasileira a exposição direcional é neutra. No mercado externo o fundo está comprado em bolsa japonesa contra a bolsa europeia. Também há posição vendida no setor industrial americano, “que deve ser impactado pela desaceleração da economia, pelas tarifas da guerra comercial e pelas disrupções na cadeia de produção”.

Juros

No mercado internacional as alocações continuam com baixo risco. No Brasil, um cenário mais favorável do ponto de vista inflacionário, uma atividade econômica mais lenta do que anteriormente prevista, aliados a um cenário internacional com juros menores do que o antecipado, justificam as nossas alocações aplicadas na parte intermediária da curva.

Por outro lado, a carta fala em aguardar os desenvolvimentos das reformas econômicas e o impacto da desaceleração global na economia brasileira. “Apesar de algum otimismo, nos mantemos cautelosos.”

Moeda e commodities

No mercado de moedas, a gestora afirma manter posição comprada em dólar. Em commodities, já compra em alumínio e cobre e venda em zinco. Além disso, foi adicionada posição vendida em níquel. Dessa forma, a exposição direcional na classe passou a ser vendida. Em energia, segue posição comprada em petróleo. No mercado de agrícolas, a gestora iniciou uma posição comprada em milho.

Mercado Externo

Para a SPX, o mês de maio foi marcado por diversos eventos que contribuíram para a piora do clima nos mercados globais.

Estão listados, a deterioração da relação entre a China e os Estados Unidos, a surpreendente ameaça de uma tarifa comercial dos EUA sobre o México e o anúncio de renúncia da primeira-ministra britânica Theresa May.

“Esses eventos provocaram uma piora nas expectativas de recuperação da economia global e tiveram efeitos imediatos nos diversos mercados”, diz o texto.

A SPX também aponta que revisou para baixo as estimativas de crescimento para as principais economias para o ano de 2019. Para o crescimento dos EUA caiu de 2,1% para 1,7%; a projeção para a China caiu de 6,4% para 6,2%; e a projeção para o crescimento da zona do euro caiu de 1,1% para 1%.c

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

INVESTIDORES ATENTOS

4 fatos que mexem com o Ibovespa na próxima semana — incluindo Copom e IPO do Nubank

O principal índice acionário brasileiro terá um calendário cheio de eventos e dados econômicos para digerir ao longo dos próximos dias

Alívio no Orçamento

Com receita acima do esperado, Economia reduz estimativa de rombo nas contas públicas em 2022

Considerando todo o setor público, o que inclui Estados e Municípios, as novas projeções da pasta preveem até mesmo um saldo positivo

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin (BTC) corre atrás do prejuízo e avança mais de 4% hoje; ethereum (ETH) recupera perdas da semana

As criptomoedas correm atrás do prejuízo e tentam recuperar parte da queda brusca registradas no último sábado

CRIPTO INSTITUCIONAL

Real digital vem aí! Banco Central prepara versão virtual da moeda brasileira para 2022

A instituição lançou um laboratório para estudar as possibilidades de uso e de execução de projetos com a versão virtual da moeda brasileira

Clube do Livro

Para ter sucesso nos investimentos, é preciso fugir das armadilhas da mente – É o que mostra o livro “A arte de pensar claramente”, de Rolf Dobelli

Compreender como o nosso cérebro funciona no processo de tomada de decisões é essencial para ter mais assertividade na vida financeira e nos investimentos.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies