O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-25T09:26:28-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Nova aposta

O “monstro” voltou ao Inter (BIDI11). Fundo Ponta Sul compra mais de 5% das ações do banco digital

O fundo do gestor Flavio Gondim, também conhecido como “Monstro do Leblon” chegou a ter mais de 15% dos papéis do Inter, mas liquidou as posições após fortes perdas

25 de março de 2022
9:26
Fechada do Banco Inter (BIDI11) com o logo do banco em letras laranjas
Sede do Inter - Imagem: Divulgação - Inter

Ele está de volta. O fundo Ponta Sul, do gestor Flavio Gondim, também conhecido como “Monstro do Leblon”, voltou a aumentar a participação no Inter (BIDI11).

Com as compras de units (certificados de ações) na B3, o Ponta Sul passou a deter mais de 5% do capital do Inter. Mais precisamente 5,21%, de acordo com comunicado encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

  • IMPORTANTE: liberamos um guia gratuito com tudo que você precisa para declarar o Imposto de Renda 2022; acesse pelo link da bio do nosso Instagram e aproveite para nos seguir. Basta clicar aqui

O monstro no Inter

O Flavio Gondim ganhou o apelido de Monstro do Leblon pela forma agressiva como opera no mercado, com posições bastante alavancadas — maiores que o patrimônio do fundo.

A aposta no Inter rendeu alegrias, mas também os maiores dissabores ao gestor. No pico atingido em julho do ano passado, o Ponta Sul chegou a acumular um patrimônio de R$ 9,5 bilhões e uma participação de mais de 15% no banco digital.

Além das ações e units do Inter, o fundo detinha posições a termo, um derivativo no qual o investidor define um preço de compra para uma ação em uma data futura.

O problema é que, ao longo do segundo semestre do ano passado, as ações ligadas ao setor de tecnologia, incluindo o Inter, registraram fortes perdas.

A queda dos papéis do Inter feriu gravemente o fundo do "monstro". O mercado então passou a apostar fortemente contra as ações do banco digital, o que obrigou o Ponta Sul a liquidar praticamente toda a posição.

O fundo do monstro exibe um patrimônio de apenas R$ 850 milhões hoje, de acordo com dados do site Mais Retorno. Nos últimos 12 meses, o Ponta Sul acumula uma perda de mais de 80%.

Mas a nova aposta nos papéis do Inter — que acumulam queda de quase 60% no mesmo período — indica que Gondim ainda não se deu por vencido.

Leia também:

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOITE CRIPTO

Assombrado pela falha no protocolo Terra (LUNA), bitcoin (BTC) opera sob pressão e cai 3%; confira a reação de outras criptomoedas

A queda da Terra (LUNA) gerou uma reação em cadeia e um efeito em toda a Terra Network, a rede que engloba essa criptomoeda e a stablecoin TerraUSD (UST); entenda a história

BALANÇO

Magazine Luiza (MGLU3) deixa lucro para trás e registra prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre; confira o que derrubou o Magalu

Última das grandes varejistas da B3 a divulgar os resultados do primeiro trimestre, o Magazine Luiza (MGLU3) reforçou nesta segunda-feira (16) como o cenário macroecônimo atrapalha a vida das gigantes do comércio físico e eletrônico. A companhia registrou prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões entre janeiro e março, contra lucro de R$ 258,6 milhões no […]

Reino Unido ameaça revisão em termos do Brexit e alimenta temores de guerra comercial; fique por dentro da visita de Boris Johnson à Irlanda do Norte

Divergências entre diferentes unionistas e nacionalistas na Irlanda do Norte pode acabar afetando relação entre Reino Unido e União Europeia

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa na contramão de NY, Gol troca comandante e Tesla em apuros; confira os destaques do dia

Mesmo com o dia ruim em NY, o Ibovespa conseguiu ter um dia de ganhos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies