Menu
2019-11-09T18:00:31-03:00
Estadão Conteúdo
Desafios naturais

Riscos climáticos podem afetar política monetária, diz diretor do Fed

Entre os parâmetros que podem ser afetados estão política monetária, estabilidade financeira, regulação e supervisão financeira, assuntos comunitários e de consumidores e pagamentos

9 de novembro de 2019
18:00
Federal Reserve
Imagem: Shutterstock

Os riscos derivados das mudanças climáticas podem afetar responsabilidades específicas do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), como política monetária, estabilidade financeira, regulação e supervisão financeira, assuntos comunitários e de consumidores e pagamentos, afirmou a membro do conselho de diretores do Fed Lael Brainard.

Em discurso preparado para a conferência sobre a "Economia das Mudanças Climáticas" organizada pelo Fed de San Francisco, a economista apontou ontem que a necessidade de o BC americano analisar e se adaptar às mudanças climáticas "não é menos verdadeira" que o dever relacionado à globalização e à revolução da tecnologia da informação.

"Projeta-se que os riscos climáticos tenham profundos efeitos sobre a economia e o sistema financeiro dos EUA", disse. "Para cumprir nossas responsabilidades essenciais, será importante o Federal Reserve estudar as implicações das mudanças climáticas para a economia e o sistema financeiro e adaptar o nosso trabalho de acordo com isso."

Ela deu o exemplo de que formuladores de política monetária terão de avaliar acuradamente como desastres como furacões, incêndios florestais e enchentes afetam mercados de trabalho, gastos de famílias e empresas, produção e preços. "Ao decidir sobre alterar a política monetária, ou, em vez disso, 'olhar além' desses choques, formuladores de política terão de avaliar a provável persistência dos efeitos e quão abrangentes eles são."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Reverteu prejuízo

Vale termina 2020 com lucro de US$ 4,9 bilhões e aprova dividendos

Mineradora conseguiu reverter prejuízo do ano anterior e aprovou distribuição de dividendos, mas lucro trimestral veio abaixo do esperado pelo mercado

Risco fiscal

Efeito de fatiamento da PEC emergencial seria extremamente perverso, diz secretário do Tesouro

“Se for fatiado será pior para todos. Queremos dar o auxílio aos vulneráveis, mas também precisamos de um ambiente fiscalmente organizado para que a economia melhore”, disse Bruno Funchal

Nível pré-pandemia

Governo Central tem superávit de R$ 43,219 bilhões em janeiro

Após 11 meses consecutivos de rombos causados pelos gastos de enfrentamento à pandemia, contas do Governo Central voltam a ter superávit

Pagamentos e maquininhas

Lucro do PagSeguro soma R$ 430 mi no trimestre, maior da história da companhia

Entretanto, companhia com ações negociadas na Nasdaq teve queda no lucro em 2020

o melhor do seu dinheiro

Lá vem o Leão de novo…

Estamos naquela época do ano de novo: temporada de prestação de contas ao Leão! A Receita Federal acaba de divulgar as regras de preenchimento da declaração de imposto de renda 2021, que neste ano deverá ser entregue entre 1º de março e 30 de abril. Parece que foi ontem que estávamos fazendo o exercício cívico […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies