Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-16T07:52:03-03:00
Estadão Conteúdo
O caminho da Libra

Facebook vai defender sua moeda digital no Congresso dos EUA

David Marcus, executivo do Facebook, repetirá o discurso de que o valor da libra não será lastreado em um único ativo, como as moedas nacionais, e sim em uma cesta de divisas fortes, incluindo dólar, iene, libra esterlina e euro

16 de julho de 2019
7:50 - atualizado às 7:52
Montagem do logo da Libra (Criptomoeda do Facebook Libra) em uma criptomoeda
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Facebook viverá nesta terça-feira, 16, um de seus primeiros embates regulatórios para transformar a libra, seu projeto de moeda digital, em realidade. Na tarde de hoje e ao longo do dia de amanhã, David Marcus, executivo responsável pela criptomoeda da empresa, vai depor no Congresso dos EUA. O objetivo é esclarecer as intenções da rede social ao criar sua própria moeda, buscando acalmar legisladores e também autoridades que já levantaram ressalvas contra a libra.

Desde o anúncio da libra (que não tem nada a ver com a moeda britânica) no mês passado, o Facebook tem enfrentado um fluxo constante de críticas e ceticismo de formuladores de políticas monetárias em todo o mundo. Eles citam preocupações sobre segurança de dados, lavagem de dinheiro e proteção ao consumidor. Na semana passada, por exemplo, o presidente americano Donald Trump disse que a moeda do Facebook “não é dinheiro”. Na segunda-feira, 16, foi a vez do secretário do Tesouro americano, Steve Mnuchin, falar sobre o temor de que a moeda possa ser usada para lavagem de dinheiro.

Marcus divulgou o discurso inicial que fará perante os congressistas americanos. Ele dará depoimentos nos comitês do Congresso que supervisionam questões financeiras, nos quais vários membros sugeriram que a moeda seja barrada.

Ele planeja dizer que a empresa não lançará a libra até que as preocupações e aprovações regulatórias estejam totalmente resolvidas. A previsão inicial do Facebook, vale lembrar, era colocar a moeda em circulação no ano que vem. Marcus também deve prometer que a libra não está sendo construída para competir com moedas soberanas ou interferir em políticas monetárias. “A Libra Association, que administrará a reserva da libra, não tem intenção de competir”, escreveu Marcus, em referência à fundação criada pelo Facebook e outras 27 empresas, incluindo Uber, PayPal e Spotify, para gerir a moeda digital. “A política monetária é propriamente uma área dos bancos centrais.”

Quanto à suspeita de uso da libra para lavagem de dinheiro, Marcus também vai anunciar que a Libra Association pretende ser registrada como empresa de serviços financeiros em uma rede de investigação de crimes da área, seguindo as regras americanas contra lavagem de dinheiro.

Inovação

Outro argumento a ser usado pelo Facebook é a bandeira da inovação americana. “Estou orgulhoso de que o Facebook tenha iniciado esse esforço aqui nos Estados Unidos”, dirá ele no depoimento no Senado. “Acredito que se os EUA não liderarem a inovação na área de moedas e pagamentos digitais, outros o farão. Se deixarmos de agir, poderemos ver em breve uma moeda digital controlada por outros com valores dramaticamente diferentes.”

Marcus repetirá o discurso de que o valor da libra não será lastreado em um único ativo, como as moedas nacionais, e sim em uma cesta de divisas fortes, incluindo dólar, iene, libra esterlina e euro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

efeito pandemia

Sem peças importadas, indústria busca produção local, mas esbarra em custo

Escassez de produtos como máscaras e respiradores, que marcou o início da pandemia, depois se estendeu a semicondutores, insumos e autopeças e se agravou com o aumento dos preços

é possível, sim

O segredo para ser feliz no trabalho, segundo esta especialista

Beverly Jones, autora do “Find Your Happy at Work”, arriscou algumas respostas em entrevista recente e falou sobre desconforto, networking e tédio; veja abaixo

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies