Menu
2019-12-03T13:37:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro

Trump não está sob pressão para fechar acordo comercial com China, diz secretário do Comércio dos EUA

Secretário do Comércio dos Estados Unidos sustentou que os EUA “têm muito mais munição” na disputa com os chineses, já que possuem um grande déficit comercial com o país asiático

3 de dezembro de 2019
13:26 - atualizado às 13:37
Guerra comercial EUA China
Imagem: Shutterstock

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou nesta terça-feira que o presidente Donald Trump "não está sob pressão" para fazer um acordo comercial com a China.

Ross voltou a dizer que, caso não ocorra um acordo com Pequim, haverá elevação de tarifas contra produtos chineses a partir do dia 15. As informações foram dadas durante uma entrevista à rede CNBC.

Ross sustentou que os EUA "têm muito mais munição" na disputa com os chineses, já que possuem um grande déficit comercial com o país asiático. De qualquer modo, disse estar "otimista" sobre a possibilidade de que um acordo se concretize. Ele ainda comentou, porém, que não há conversas de alto nível com a China já marcadas.

Sobre a Europa, Ross disse que a União Europeia não tem cumprido as regras da Organização Mundial de Comércio (OMC) determinadas no caso sobre subsídios irregulares à Airbus. "Nossa reclamação é legítima", argumentou. Segundo ele, é "difícil dizer" que o imposto da França sobre grandes empresas do setor de tecnologia não seria "antiamericano".

E o Brasil?

Ross também aproveitou a entrevista para comentar a nova imposição de tarifas sobre o aço e alumínio do Brasil e Argentina anunciada ontem pelo presidente Donald Trump.

Segundo ele, a situação não tem a ver com a situação no comércio com a China. "As tarifas contra Brasil e Argentina não tem a ver com a China, mas com a manipulação cambial", disse Ross.

O secretário do Comércio complementou dizendo que os EUA são o principal cliente do aço do Brasil, por isso o País teria ficado "chateado" com o anúncio de Trump.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

motivo de preocupação dos mercados

Brasil investiga caso suspeito de coronavírus

Caso a infecção por coronavírus seja confirmada, o nível de alerta no país sobe para de Emergência de Saúde Pública Nacional, quando há a possibilidade de o vírus já estar em circulação no país

olho nos números

Relatório aponta nível baixo de investimento de estatais no 1º ano de Bolsonaro

Estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste

Câmbio

A alta do dólar preocupa? Com a palavra, o presidente do Banco Central

Campos Neto disse que o BC avalia constantemente se a alta do dólar retarda as decisões de investimento ou contamina as perspectivas de inflação

de olho nas finanças

48% dos brasileiros não controlam o próprio orçamento, mostra pesquisa CNDL/SPC

Segundo o levantamento, a frequência de análise de orçamento é inadequada mesmo entre a maioria dos 52% de brasileiros que utilizam alguma forma de controle de suas finanças

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

presidente ficou irritado

Assessor do Planalto é afastado por usar avião da FAB

Vicente Santini usou uma aeronave oficial para se deslocar até Nova Délhi, na Índia

Exile on Wall Street

Contágio: e agora, o que fazer?

Medo de uma grande pandemia transmitida rapidamente num mundo globalizado e interconectado encontra representação mitológica tão forte que virou blockbuster em Hollywood

Alívio

Ibovespa acompanha o exterior e opera em alta, recuperando parte das baixas de ontem

O Ibovespa ensaia uma recuperação após as perdas massivas da sessão passada, apesar de o noticiário referente ao coronavírus continuar inspirando cautela

Nunca vi contexto tão favorável para negócios no Brasil, diz CEO do Magazine Luiza

Frederico Trajano afirmou ter planos “extremamente ambiciosos” para a rede varejista nos próximos anos após oferta de ações de quase R$ 5 bilhões

atento ao cenário

Coronavírus pode reduzir previsão de crescimento, mas é cedo para cravar, diz OMC

Diretor da entidade disse que, por enquanto, há apenas especulação dos economistas apontando revisão para baixo dos números

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements