Menu
2019-04-04T09:38:13-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Guerra comercial

Navio de guerra americano pode atrapalhar negociações comerciais entre EUA e China

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês disse que pediu aos EUA que retirem embarcações próximas a ilhas disputadas no Sul da China

7 de janeiro de 2019
9:38
guerra comercial
Imagem: Shutterstock

Enquanto o mundo acompanha o diálogo que pode dar um desfecho à guerra comercial entre Estados Unidos e China nesta segunda-feira, 7, um navio de guerra americano pode acabar atrapalhando tudo.

"Fizemos duras reclamações aos EUA", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang. Segundo o porta-voz, o navio, que seria o destroier USS McCampbell, violou a lei internacional chinesa, infringiu a soberania da China e minou a paz e estabilidade.

A jornalistas, Lu confirmou que o diálogo entre representantes de ambas nações continuará até amanhã e que já foi solicitado ao governo americano que retire navios de uma área próxima a ilhas disputadas no Sul da China.

"Quanto à possibilidade de o ocorrido ter algum impacto nas atuais consultas comerciais entre China e EUA...resolver questões existentes de forma apropriada entre China e EUA é bom para os dois países e o mundo", comentou Li.

Washington ainda não se manifestou em relação à queixa da China sobre o destroier.

A delegação americana que está em Pequim é liderada pelo vice-representante de comércio dos EUA, Jeffrey D. Gerrish. O governo chinês, por sua vez, não deu detalhes de quem o representaria.

Em 2018, o governo dos EUA elevou tarifas sobre US$ 250 bilhões em produtos chineses para até 25%, em meio à alegação de que Pequim vinha obrigando empresas americanas a transferir tecnologia. Em retaliação, Pequim impôs tarifas punitivas a US$ 110 bilhões em bens americanos.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FECHAMENTO DA SEMANA

Ano novo, vida velha: Ibovespa recua e dólar sobe mais de 2% com piora do cenário fiscal e avanço da covid-19

Semana foi negativa para os mercados brasileiros mesmo após a aprovação de vacinas e entusiasmo com Biden no exterior

preocupação

Ex-BCs dizem que atraso na vacinação preocupa por pressão fiscal

Carlos Viana disse não ver uma mudança estrutural no processo inflacionário no País, onde, assim como a atual direção do BC, vê como temporário os choques de preços

pandemia

Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac

Diferença da análise do segundo lote para o primeiro está no fato de que o envase e os processos de rotulagem e embalagem ocorrem no Instituto Butantan

tecnologia na bolsa

Méliuz, que subiu 230% desde IPO, precisa entregar visão mais clara, diz BTG

Empresa foi tema de um relatório otimista após entrevista do CEO da companhia; para banco, Méliuz impressiona pela equipe, cultura e modelo de negócios

energia renovável

Braskem fecha acordo de R$ 1 bilhão com Casa dos Ventos

É o quarto contrato de compra de energia renovável competitiva assinado pela companhia; operação deve contribuir para viabilizar a construção de um novo parque eólico

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies