Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-21T11:49:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
em documento

China sinaliza intenção de retomar diálogo e responsabiliza EUA pela guerra comercial

O governo chinês divulgou comunicado neste domingo, 2, em que reiterou três pré-condições para um acordo

2 de junho de 2019
17:00 - atualizado às 11:49
China
China - Imagem: Shutterstock

O governo chinês divulgou neste domingo, 2, um comunicado sinalizando disposição para retomar o diálogo com os EUA, apesar de não deixar claro quais serão os próximos passos e de responsabilizar os norte-americanos pela guerra comercial.

O documento reitera três pré-condições para um acordo comercial. Pede que os EUA removam "todas as tarifas adicionais" cobradas das exportações chinesas; que compras chinesas de produtos americanos para reduzir o déficit comercial dos EUA "devem ser realistas"; e que o texto de um acordo final seja "equilibrado".

O vice-ministro de Comércio e representante internacional para a área da China, Wang Shouwen, declarou que Pequim está disposta a adotar uma abordagem cooperativa para encontrar uma solução.

O vice-ministro diz no documento que seu país poderia publicar em breve informações mais detalhadas sobre uma lista de entidades não confiáveis, mas adiantou que ela deve ter como alvos empresas que violaram "princípios de mercado" e reduziram o suprimento de componentes para empresas chinesas por razões não comerciais.

Ele reforça também a possibilidade de a China restringir suas exportações de minerais conhecidos como terras raras, amplamente usados em carros elétricos e telefones celulares. O principal deles é o lítio, mais importante componente de baterias.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Me vê bitcoin

De olho no interesse dos clientes por bitcoin (BTC), Mastercard vai lançar plataforma que une criptomoedas com cartões de débito e crédito

Com essa integração, o cliente pode receber cashback em criptomoedas após compras no cartão de crédito, por exemplo

Exile on Wall Street

Felipe Miranda: Entre “O fim do Brasil —parte 2” e o começo da terceira via

Depois do desastre com o teto de gastos, o que podemos esperar de uma resolução que não envolva nem Lula nem Bolsonaro?

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: Suas definições de “responsabilidade fiscal” foram atualizadas

A temporada de resultados brasileira, que começou na última sexta-feira, segue hoje com EcoRodovias, EDP Brasil, Neoenergia e TIM, após o fechamento do mercado. Enquanto isso, ao longo do dia, o presidente Jair Bolsonaro deverá lançar o Programa de Crescimento Verde, indicativo positivo para a COP26 de novembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) retoma os US$ 63 mil após cair na sexta-feira e outras criptomoedas sobem até 10% hoje; confira

Destaque para a Solana (SOL), que vem apresentando resultados acima da média das dez principais moedas do mundo

UM OLHO NO GATO, OUTRO NO PEIXE

Como a encrencada Evergrande pretende se inspirar em Elon Musk para sair da draga

Depois de depositar dinheiro devido a credores externos, fundador fala em deixar em segundo plano os empreendimentos imobiliários para investir em setores considerados mais promissores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies