Menu
2019-01-11T19:34:17-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
À espera de um desfecho

S&P coloca rating da Embraer em observação para possível rebaixamento

O possível rebaixamento “se deve, principalmente, a uma menor escala e ao aumento da concentração de clientes em sua divisão de defesa, além da maior volatilidade dos lucros e da necessidade de melhorar a rentabilidade de sua divisão de jatos executivos”

11 de janeiro de 2019
19:33 - atualizado às 19:34
Embraer – Boeing
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings colocou o rating BBB da Embraer na listagem "CreditWatch" com implicações negativas após o aval dado pelo governo Bolsonaro ao acordo firmado entre a empresa brasileira e a americana Boeing.

"Se a transação for concluída conforme a proposta, os negócios da Embraer serão reduzidos às suas unidades de jatos executivos e de defesa, que têm margens menores e maior volatilidade do que a divisão de aviação comercial. No entanto, a Embraer manterá uma participação de 20% em uma joint venture com perspectivas de crescimento mais fortes, beneficiando-se da especialização e capacidade comercial da Boeing", comentou a S&P em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 11. Para a agência, apesar da melhora na posição de equilíbrio da Embraer, "acreditamos que a cisão enfraquecerá consideravelmente o perfil de risco de negócios e a qualidade de crédito da empresa".

Ainda no comunicado, a S&P apontou que a decisão de colocar o rating da Embraer em observação para possível rebaixamento "se deve, principalmente, a uma menor escala e ao aumento da concentração de clientes em sua divisão de defesa, além da maior volatilidade dos lucros e da necessidade de melhorar a rentabilidade de sua divisão de jatos executivos". Atualmente, a agência estima que a margem Ebitda da divisão de jatos executivos da Embraer esteja próxima de 5% ante 15% da divisão de aviação comercial.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Agora vai?

MP da Eletrobras: relator mantém ‘jabutis’ e condiciona venda à compra de energia

No texto, Nascimento manteve a possibilidade de renovação antecipada da usina de Tucuruí, um dos maiores ativos da Eletronorte, e incluiu também a prorrogação da concessão da Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes para Furnas.

Cresce a fila

CBA, da Votorantim, registra pedido de IPO na CVM

A empresa, que afirma ser a única companhia integrada de alumínio do Brasil, pretende financiar seu crescimento orgânico e inorgânico com os recursos levantados na oferta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O quebra-cabeças do mercado e outros destaques

Recentemente, eu fui presenteado com um quebra-cabeças de duas mil peças. “Ah, isso vai ser moleza; é só montar as bordas e depois ir preenchendo aos poucos”, pensei eu. Nem preciso dizer que eu estava redondamente enganado: a mesa da cozinha está tomada por pequenas partes de uma paisagem bucólica. De vez em quando eu […]

FECHAMENTO

Ibovespa tem mais um dia de ‘mais do mesmo’ e fecha em leve alta, contrariando NY

Setores pesos-pesados seguraram o índice no azul. O movimento garantiu uma leve alta de 0,03%, mais uma vez deixando o índice na trave dos 123 mil pontos

Vem oferta por aí

Rede D’Or confirma a avaliação para a realização de um follow on

O anúncio foi feito após o jornal Valor Econômico revelar que a companhia prepara uma oferta de ações que pode chegar a R$ 5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies