⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-10-14T14:30:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fim da guerra está próximo?

‘Vamos chegar lá’, diz Trump sobre acordo comercial com a China

Presidente dos Estados Unidos ressaltou, no entanto, que o acordo fica mais difícil a medida que o tempo passa

26 de agosto de 2019
14:25 - atualizado às 14:30
Presidente dos EUA, Donald Trump
Presidente dos EUA, Donald Trump - Imagem: Shutterstock

Referindo-se a um possível acordo com a China para encerrar a atual guerra comercial, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o seu país vai "chegar lá".

"Acho que vamos fazer um acordo com a China e acho que faremos um acordo com o Irã, também", disse, acrescentando a possibilidade de um novo pacto sobre a produção de armas nucleares no país persa.

Em entrevista coletiva na reunião de cúpula do G7, na cidade francesa de Biarritz, o americano enfrentou questionamentos sobre se o seu governo teria realmente sido procurado em telefonemas pelo vice-premiê chinês, Liu He, mas insistiu que houve "várias ligações" com Pequim. "A China quer muito fazer um acordo", repetiu.

Por outro lado, Trump sustentou que, "quanto mais tempo a China esperar para fazer um acordo, mais difícil será" retirar as barreiras tarifárias atualmente em vigor e acertar um entendimento.

"Eu não sei se a China tem uma escolha sobre fazer um acordo ou não", comentou. Também insinuou que, "em breve", os EUA terão recolhido US$ 100 bilhões em receita com as tarifas sobre importações chinesas.

Com idas e vindas abrangendo uma miríade de temas geopolíticos, Trump reagiu positivamente à sugestão pelo presidente da França, Emmanuel Macron, de uma reunião com o presidente do Irã, Hassan Rouhani.

"Se as circunstâncias estivessem certas, eu certamente me reuniria com ele", assentiu Trump.

A entrevista coletiva conjunta de Trump e Macron, anfitrião desta edição da cúpula do G7, foi permeada também sobre perguntas relativas a um convite pelo francês para que o ministro de Relações Exteriores iraniano, Javad Zarif, comparecesse ao evento em Biarritz. Macron respondeu ter informado Trump antes de fazer o convite.

De volta ao comércio, o presidente americano comentou que fará "um acordo muito justo" com a União Europeia e que, diante do acordo em princípio com o Japão, não está, "neste momento", considerando impor tarifas a importações deste país asiático.

Macron na torcida

Ainda sobre o tema comercial entre as duas maiores economias do mundo, o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou ser o um "desejo profundo" que os Estados Unidos e a China cheguem a um acordo que encerre a atual guerra comercial. "Quanto mais rápido houver um acordo, mais rápido vai se dissipar a incerteza", disse o anfitrião do evento em entrevista coletiva conjunta com o presidente americano, Donald Trump.

Macron ressaltou como Trump "mostrou claramente a sua disposição" de firmar um acerto com Pequim e reconheceu que esse assunto rendeu "longas discussões" entre os líderes das sete maiores economias do mundo. Segundo o francês, essas conversas serviram para esclarecer "o que é legítimo e o que os EUA consideram injusto" no comércio global.

Com Trump ao seu lado, Macron teceu vários elogios ao americano, destacando conversas "produtivas" e "eficientes" que ele teria promovido desde que chegou a Biarritz. "Decidimos que queremos reformar as regras do comércio internacional", resumiu o francês.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

ELEIÇÕES 2022

Um teste para a democracia brasileira: Veja como a imprensa estrangeira está repercutindo o resultado da eleição

3 de outubro de 2022 - 10:29

Jornais, sites e revistas chamam a atenção para o desempenho melhor que o previsto pelas pesquisas do presidente Jair Bolsonaro

CAUTELA GLOBAL

Ativos de risco em xeque: bitcoin (BTC) sustenta patamar de US$ 19 mil, mas não empolga com dados esperados da semana; criptomoedas não saem do bear market

3 de outubro de 2022 - 10:00

Correndo o risco de parecer brutalmente realista, pouco se pode esperar de qualquer mudança no cenário daqui para frente

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa abre em alta com eleições e valorização do petróleo; Sabesp (SBSP3) dispara

3 de outubro de 2022 - 9:05

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam sem direção definida nesta segunda-feira (3). No exterior, os investidores mantêm-se cautelosos e acompanham discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed) nos EUA. O grande destaque do dia é o cenário doméstico, com a digestão do primeiro turno eleitoral e a continuidade da disputa presidencial entre Lula (PT) […]

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos: Quantas reviravoltas cabem em uma só mão?

3 de outubro de 2022 - 9:04

Investidores esperam por dados importantes sobre empregos nos EUA, se preparando também para a temporada de resultados corporativos

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Day trade na B3: Oportunidade de lucro acima de 9% com ações da Sabesp (SBSP3); veja a recomendação

3 de outubro de 2022 - 8:23

Identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant – compra dos papéis da Sabesp (SBSP3). Confira os detahes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies