Menu
2019-06-29T09:51:00-03:00
Estadão Conteúdo
Idas e vindas do relacionamento

“Tempo dirá” se haverá acordo comercial com China, mas relação é boa, diz Trump

Declaração é dada horas antes da reunião bilateral dos líderes em Osaka, no Japão, onde participam da cúpula do G20

29 de junho de 2019
9:51
Donald Trump
Donald Trump - Imagem: Giphy

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste sábado (hora local no Japão) que "o tempo dirá" se ele e o presidente da China, Xi Jinping, poderão fazer um acordo comercial entre as duas potências.

A declaração é dada horas antes da reunião bilateral dos líderes em Osaka, no Japão, onde participam da cúpula do G20.

Trump afirmou que a relação com a China "é muito boa". Além disso, comentou que a questão da companhia chinesa Huawei deve ser discutida no encontro com Xi.

O governo americano impôs a proibição de venda de tecnologia americana à gigante chinesa de telecomunicações, com o argumento de que ela representaria uma suposta ameaça à segurança nacional. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Tela azul

O “selo Buffett” no Nubank, a falha da Coca-Cola com CR7 e uma fraude no setor de tecnologia; confira os destaques da edição #37 do Tela Azul

Richard Camargo, André Franco e Vinícius Bazan comentam os principais assuntos no mundo das techs em papo descontraído e reforçam o convite para o evento que vai revelar as ações de tecnologia mais promissoras do momento

Bola rebola

Show das poderosas: Nubank estreia dueto com Anitta e cala os críticos com primeiro lucro

Fintech que já vale US$ 30 bilhões tem primeiro resultado positivo na história e anuncia contratação da cantora para compor o conselho de administração

Temperatura subindo

Febraban: carteira de crédito continua em expansão e deve registrar melhor índice desde 2013

As concessões de empréstimos devem apresentar crescimento de 4,7% em maio, acumulando aumento de 6,9% nos últimos 12 meses

Fim de papo

Bolsonaro se irrita com questão de frete e termina conversa na saída do Alvorada

Antes, ao ser cobrado quais as propostas para atender a categoria, Bolsonaro repetiu que o “maior problema de vocês (caminhoneiros)” é o preço dos combustíveis e os tributos

Nova realidade?

UBS prevê queda nos preços de minério de ferro e rebaixa Rio Tinto

Para os analistas, problemas com oferta no Brasil, intensificados pela pandemia, e atuação do governo chinês devem pressionar cotação do insumo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies