Menu
2019-05-10T09:05:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mais guerra comercial?

Trump decide permitir aumento de tarifas sobre mais US$ 200 bilhões em produtos da China

Decisão veio depois que o Representante Comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, se reuniram com Trump para discutir “as atuais negociações comerciais com a China”

10 de maio de 2019
6:53 - atualizado às 9:05
O presidente dos EUA Donald Trump
O presidente americano Donald Trump - Imagem: Shutterstock

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu permitir que um aumento de tarifas sobre mais US$ 200 bilhões em produtos da China entre em vigor à 1h01 (de Brasília) desta sexta-feira.

A medida já estava programada, mas os dois países devem continuar suas discussões comerciais por um segundo dia, segundo o The Wall Street Journal.

Negociadores dos EUA e da China se reuniram na quinta-feira, em Washington, e planejam nova reunião na manhã desta sexta.

De qualquer forma, as tarifas sobre produtos chineses serão elevadas, de 10% para 25%, como planejava o governo americano, segundo uma porta-voz da Casa Branca.

A decisão veio depois que o Representante Comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, se reuniram com Trump para discutir "as atuais negociações comerciais com a China", segundo comunicado da Casa Branca. As discussões desta sexta ocorrerão no escritório de Lighthizer.

Além do aumento tarifário sobre US$ 200 bilhões em importações chinesas, Trump disse ontem que os EUA estão "começando a preparar os papéis" para impor tarifas de 25% a mais US$ 325 bilhões em produtos da China atualmente isentos de taxação.

Retaliação

Minutos após a medida ter efeito, o Ministério do Comércio chinês reiterou que pretende retaliar a ação, mas não especificou de que maneira isso pode acontecer.

O órgão chinês lamentou novamente a imposição dos EUA e disse esperar que as duas nações possam trabalhar juntas para resolver as disputas por meio de cooperação e negociação.

*Com Estadão Conteúdo
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies