Menu
2019-10-11T18:45:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Trégua

Trump anuncia primeira fase de acordo comercial com a China

Acordo classificado de “muito substancial” pelo presidente americano envolve câmbio, propriedade intelectual, serviços financeiros e compra de produtos agrícolas

11 de outubro de 2019
18:45
Donald Trump
Imagem: Shutterstock

O presidente americano, Donald Trump, anunciou que chegou a um acordo muito substancial com a China no que seria a primeira fase de um acerto comercial mais amplo, depois de meses travando uma guerra comercial, que trouxe e ainda traz consequências para toda a economia mundial.

Em entrevista no Salão Oval da Casa Branca, Trump falou que esse acordo, que ainda deve levar de três a cinco semanas para ser concretizado, abrange questões de propriedade intelectual, serviços financeiros, e compra de produtos agrícolas pela China. Também há uma parte dedicada a tratar de questões cambiais. Os EUA taxaram a China de manipulador cambial.

Trump falou para os fazendeiros americanos comprarem mais terra e máquinas, já que o acordo pode elevar o volume de compras feitas pela China para US$ 40 bilhões ou US$ 50 bilhões. O anúncio ocorreu pouco antes do fechamento dos mercados, impulsionando altas nos mercados.

Trump disse que o acerto com os chineses é um tema mais importante que as taxas de juros, mas não deixou de criticar o Federal Reserve (Fed), banco central americano. “O Fed deve cortar juros independentemente do acordo com a China”, declarou.

Também presente, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse que o aumento de tarifas que aconteceria na próxima semana deixará de ocorrer. Ainda não há decisão sobre o aumento de tarifas agendado para 15 de dezembro.

Negociadores chineses e americanos devem se reunir no Chile, onde acontecerá a reunião do bloco Apec – Cooperação Econômica Ásia-Pacífico, que ocorre em novembro.

*Com agências internacionais

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Interrompendo o casamento

Movida reforça pedido do Cade para barrar união entre Unidas e Localiza

De acordo com a companhia, isso geraria uma concorrência desleal no setor, com a nova empresa tendo 65% do mercado brasileiro de aluguel e 29% do mercado de frotas

vai mexer

Após polêmica com demissão de Castello Branco, governo indica nomes para o conselho da Petrobras

Cinco membros do colegiado pediram para não serem reconduzidos após interferência de Bolsonaro no comando da estatal

MERCADOS HOJE

Ibovespa opera em queda firme com piora da pandemia no país; dólar vai a R$ 5,72

Os mercados internacionais têm mais um dia de cautela, acompanhando uma nova alta do retorno dos títulos públicos americanos. No Brasil, o cenário da pandemia preocupa

Exile on Wall Street

Sem flores por hoje

Interrompemos nossa programação para uma verdade necessária: temos pouco a comemorar neste Dia Internacional da Mulher. Confesso que nunca aceitei bem a ideia de homenagem embutida nesta data. Sinto que temos tanto a conquistar e estamos tão atrasadas nessa agenda que, para mim, o 8 de março é menos sobre flores e mais sobre dar […]

ouça de graça

Tela Azul #22: A vida difícil dos PJs, Startups e o Venture Capital no Brasil

Na edição desta semana do Tela Azul, recebemos o Rodrigo Tognini, CEO do Conta Simples, uma startup brasileira que une serviços bancários para PJ, com ferramentas que facilitam a gestão financeiras das empresas.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies