Menu
2019-05-20T12:40:41-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

BC rola US$ 1,25 bilhão em leilão linha com compromisso de recompra

Os leilões rolagens foram anunciados na sexta-feira, antecipando o vencimento das linhas que aconteceriam na virada do mês

20 de maio de 2019
12:40
dólar
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) fez a rolagem integral de US$ 1,25 bilhão em linha de dólar com compromisso de recompra em leilão realizado entre 12h15 e 12h35. Essa é a primeira operação da semana, que contará com mais dois leilões de mesmo volume na terça e quarta-feira.

Os leilões rolagens foram anunciados na sexta-feira, antecipando o vencimento das linhas que aconteceria na virada do mês. No total, as operações somam até US$ 3,75 bilhões. Por volta das 12h40, o dólar comercial subia 0,36%, a R$ 4,1151, depois de cair a R$ 4,0788.

Na operação desta segunda-feira, US$ 251 milhões foram rolados para abril de 2020 e R$ 999 milhões para janeiro de 2020.

Por se tratar de rolagem, não temos “dinheiro novo” entrando no mercado. Nesse tipo de atuação o BC “empresta” os dólares das reservas internacionais que terão de ser devolvidos posteriormente. Quando opta pela rolagem, o BC se mantém neutro no mercado, que vai avaliar se devolve os dólares para o BC ou se alonga a operação.

Na sexta-feira, o dólar teve um firme movimento de alta, encarrando o dia negociado a R$ 4,10. Desde o começo do dia já havia nas mesas de operação conversas sobre a possível atuação do BC. No fim do dia, veio o aviso de leilão.

As linhas que estão sendo roladas foram aquelas ofertadas no fim de março, quando uma piora no mercado externo e ruídos no lado político também demandaram atuação no BC.

Segundo o próprio BC, o estoque de linhas é de US$ 8,925 bilhões, sendo US$ 3,65 bilhões vincendos em 4 de junho, US$ 3,375 bilhões em 2 de julho e US$ 1,9 bilhão em 2 de agosto de 2019.

No mercado futuro, o BC segue com a rolagem dos contratos de swap cambial que vencem em julho e somam US$ 10,9 bilhões.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Embarque imediato

Depois de incorporação, acionistas da Smiles aprovam saída do Novo Mercado

Além disso, assembleia votou a destituição do conselho de administração e a eleição de novos membros, inclusive do presidente

Procuram-se semicondutores

Falta de chips adia recuperação da indústria automobilística

O setor deve perder a chance de recuperar mercado no segundo semestre, período em que tradicionalmente se vendem mais carros

Mais uma na bolsa

Investindo no banco de investimentos: BR Partners sobe forte na estreia na bolsa

A BR Partners, banco de investimentos independente, concluiu seu IPO e estreou na bolsa nesta segunda — e a recepção do mercado foi boa

Tela azul

O “selo Buffett” no Nubank, a falha da Coca-Cola com CR7 e uma fraude no setor de tecnologia; confira os destaques da edição #37 do Tela Azul

Richard Camargo, André Franco e Vinícius Bazan comentam os principais assuntos no mundo das techs em papo descontraído e reforçam o convite para o evento que vai revelar as ações de tecnologia mais promissoras do momento

Bola rebola

Show das poderosas: Nubank estreia dueto com Anitta e cala os críticos com primeiro lucro

Fintech que já vale US$ 30 bilhões tem primeiro resultado positivo na história e anuncia contratação da cantora para compor o conselho de administração

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies