Menu
2019-05-21T12:41:19-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

BC rola mais US$ 1,25 bilhão em leilão linha com compromisso de recompra

Operações foram anunciadas na sexta-feira. Ontem, rolagem também foi de US$ 1,25 bilhão e ainda teremos mais uma operação amanhã

21 de maio de 2019
12:41
dólar
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) comunicou a rolagem integral de US$ 1,25 bilhão em linha de dólar com compromisso de recompra em leilão realizado entre 12h15 e 12h35. Essa é a segunda operação da semana, que contará com mais um leilão de mesmo volume na quarta-feira.

Os leilões rolagens foram anunciados na sexta-feira, antecipando o vencimento das linhas que aconteceria na virada do mês. No total, as operações somam até US$ 3,75 bilhões, dos quais US$ 2,5 bilhões já foram rolados. Por volta das 12h40, o dólar comercial recuava 0,98%, a R$ 4,0631, depois de fazer máxima a R$ 4,113.

Na operação desta terça-feira, US$ 1 bilhão foi rolado para abril de 2020 e R$ 250 milhões para janeiro de 2020.

Por se tratar de rolagem, não temos “dinheiro novo” entrando no mercado. Nesse tipo de atuação o BC “empresta” os dólares das reservas internacionais que terão de ser devolvidos posteriormente. Quando opta pela rolagem, o BC se mantém neutro no mercado, que vai avaliar se devolve os dólares para o BC ou se alonga a operação.

As linhas que estão sendo roladas foram aquelas ofertadas no fim de março, quando uma piora no mercado externo e ruídos no lado político também demandaram atuação no BC.

Segundo o próprio BC, o estoque de linhas é de US$ 8,925 bilhões, sendo US$ 3,65 bilhões vincendos em 4 de junho, US$ 3,375 bilhões em 2 de julho e US$ 1,9 bilhão em 2 de agosto de 2019.

No mercado futuro, o BC segue com a rolagem dos contratos de swap cambial que vencem em julho e somam US$ 10,9 bilhões.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Bola rebola

Show das poderosas: Nubank estreia dueto com Anitta e cala os críticos com primeiro lucro

Fintech que já vale US$ 30 bilhões tem primeiro resultado positivo na história e anuncia contratação da cantora para compor o conselho de administração

Temperatura subindo

Febraban: carteira de crédito continua em expansão e deve registrar melhor índice desde 2013

As concessões de empréstimos devem apresentar crescimento de 4,7% em maio, acumulando aumento de 6,9% nos últimos 12 meses

Fim de papo

Bolsonaro se irrita com questão de frete e termina conversa na saída do Alvorada

Antes, ao ser cobrado quais as propostas para atender a categoria, Bolsonaro repetiu que o “maior problema de vocês (caminhoneiros)” é o preço dos combustíveis e os tributos

Nova realidade?

UBS prevê queda nos preços de minério de ferro e rebaixa Rio Tinto

Para os analistas, problemas com oferta no Brasil, intensificados pela pandemia, e atuação do governo chinês devem pressionar cotação do insumo

Muito além do pix

Bancos Centrais da Suíça e França testam transações com moedas digitais entre países

O experimento visa investir no mercado de empréstimos de “atacado” entre bancos, ao invés de transações públicas diárias, mas será o primeiro teste com as CBDC

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies