⚽️ Jogos das quartas-de-final começam a se desenhar; confira os dias da próxima fase

Cotações por TradingView
2019-05-23T19:28:01-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Deixa como está!

Presidente do Senado rejeita reverter votação da Câmara sobre Coaf e cita risco de MP caducar

Câmara votou na última quarta-feira para devolver o órgão ao Ministério da Economia e enviou a medida ao Senado

23 de maio de 2019
19:28
À mesa, o presidente da CDR, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Davi Alcolumbre (DEM-AP) - Imagem: Geraldo Magela/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que a medida provisória da reforma administrativa corre o risco de caducar se os senadores quiserem manter o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A Câmara votou para devolver o órgão ao Ministério da Economia e enviou a medida ao Senado. Se houver alteração nesse item teria que ser novamente analisado pelos deputados. A MP tem até o dia 3 de junho para passar pelo Congresso, se não, o governo seria obrigado a recriar ministérios.

"Eu acho que vai estar em um tempo muito curto em relação à estruturação da medida provisória e a gente acaba correndo um risco de, a partir de um destaque em relação à qualquer item, de cometer uma injustiça com o governo que tem a legitimidade de fazer a sua estrutura da forma como veio escrito na redação", disse Alcolumbre.

A MP deve ser votada pelo plenário do Senado na próxima terça-feira, 28. Alcolumbre fará um apelo aos líderes partidários para que não mexam no texto votado na Câmara e arrisquem fazer o governo perder a reforma administrativa. O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), anunciou que apresentará um requerimento com outros parlamentares para que o Coaf continue com o ministro Sergio Moro. Bancadas como MDB, PSDB, DEM e PT, no entanto, rejeitam mexer nesse ponto.

O líder do PSL contestou o apelo feito para manter o texto da Câmara em troca de evitar que a MP caduque. "A Câmara não faz conta de tempo, se for votado e vai ser votado retirando o Coaf e colocando originalmente como está na 870, tem tempo sim para ir um dia lá para a Câmara e a Câmara revisar", declarou.

Ele acrescentou que não é a "bancada do Moro" que está procurando reverter a votação dos deputados, mas, sim, "a bancada do combate à corrupção". Major Olimpio aposta ainda nas manifestações de domingo, dia 26, para pressionar o Congresso a deixar o órgão sob o guarda-chuva da Justiça e Segurança Pública.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

COSTURANDO ALIANÇAS

Colocou contra a parede? O que o enviado de Biden disse a Lula na visita ao Brasil

5 de dezembro de 2022 - 20:27

O presidente eleito foi convidado, em nome do presidente dos EUA, a visitar Washington; saiba se ele vai

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Desafio de Powell derruba o Ibovespa, bitcoin tenta se recuperar e príncipe saudita vai atrás do Credit Suisse; confira os destaques do dia

5 de dezembro de 2022 - 20:22

A goleada de 4 a 1 do Brasil sobre a Coreia do Sul, logo após a derrota na última rodada da fase de grupos, serviu para convencer a torcida e aliviar o coração daqueles que esperavam que o bordão cunhado por Galvão Bueno durante a clássica derrota da amarelinha para a seleção alemã, em 2014, […]

FECHAMENTO DO DIA

‘Vai se criando um clima terrível’ para o Fed — e as bolsas globais desabam com a cautela; Ibovespa recua mais de 2% antes de votação da PEC da Transição

5 de dezembro de 2022 - 19:56

O Ibovespa encerrou em queda de 2,25%, aos 109.401 pontos. A força exibida pela economia dos Estados Unidos pressionou o dólar à vista, que subiu 1,30%, a R$ 52829.

SEU DINHEIRO NA COPA

Deu samba: Brasil atropela a Coreia do Sul e garante vaga nas quartas da Copa; veja quanto a seleção paga aos apostadores

5 de dezembro de 2022 - 17:59

O time de Tite segue líder absoluto nos sites de apostas, enquanto Argentina perdeu uma posição para a França e a Inglaterra tomou o lugar da Espanha

ANTES DA POSSE

A diplomação vem aí! Confira o que falta para Lula assumir a presidência pela terceira vez

5 de dezembro de 2022 - 16:50

A diplomação é o momento em que o TSE formaliza os candidatos eleitos por voto popular da maioria dos brasileiros. Neste ano, a cerimônia acontece sob a preocupação de tumulto diante do cenário político extremamente polarizado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies