Menu
2019-10-14T14:30:33-03:00
Estadão Conteúdo
Apoio declarado

Em podcast, Maia diz que decisão do governo de transferir Coaf para BC é boa

Presidente da Câmara afirmou também que a Casa irá discutir a proposta de autonomia do Banco Central

19 de agosto de 2019
19:39 - atualizado às 14:30
Rodrigo Maia
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira, 19, que a decisão do governo de transferir o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia para o Banco Central é "uma boa decisão". Para ele, o órgão não pode "ficar bisbilhotando a vida dos outros".

"A medida provisória do Coaf é muito importante que a gente gere uma estrutura de forma clara e independente. O órgão é uma estrutura de Estado e não de governo. Ninguém pode ficar bisbilhotando a vida dos outros, tem regras e as regras são feitas, as leis são feitas para que todos cumpram. No setor público o servidor tem de cumprir as leis", disse em seu Podcast semanal publicado nesta segunda.

A medida provisória com a mudança deve ser assinada pelo presidente Jair Bolsonaro nos próximos dias. A intenção, segundo o próprio presidente já afirmou, é tirar o Coaf do "jogo político". A MP ainda está em análise no Palácio do Planalto. Para Maia, o Banco Central é um "órgão técnico".

O presidente da Câmara afirmou também que a Casa irá discutir a proposta de autonomia do Banco Central. De acordo com ele, o texto sobre a questão já está organizado. "Nós temos muita confiança que o presidente tem esse foco de como vamos de fato atender melhor o brasileiro", disse.

Maia disse ainda que o presidente do BC, Roberto Campos Neto, quer discutir com o Congresso uma nova lei cambial, a redução do spread bancário e a remuneração do depósito bancário.

Comissão de saneamento

O presidente da Câmara anunciou também, em seu podcast semanal, que instalará na próxima quarta-feira, 21, a comissão especial que analisará o projeto de lei que institui um novo marco legal para o saneamento básico no País. A proposta será relatada pelo deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) e o presidente do colegiado será o deputado Evair de Melo (PP-ES).

De acordo com Maia, a comissão deverá analisar a proposta em, no máximo, quatro semanas. "O Senado votou um texto, mas a gente precisa fazer algumas mudanças. O governo mandou outro projeto, por isso é importante a criação da comissão especial. Vou estar presente para mostrar a importância e a urgência desse tema. Já estamos atrasados", disse.

Esporte

Maia afirmou ainda que fará uma reunião na quarta para discutir o projeto de lei que trata da modernização do futebol. "A modernização não é apenas pelo interesse econômico do futebol, é também pelo interesse social. Hoje o futebol representa menos de 1% do nosso PIB", disse.

O presidente da Câmara defendeu que haja uma valorização com mais investimentos nos atletas de base. "Na hora que a gente coloca dinheiro aqui, a gente faz um projeto social onde os clubes vão ter mais recursos para investir na base e é isso que vai valorizar o capital daqueles que vão ter a atração de investir no futebol", disse.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FECHAMENTO DA SEMANA

Ufa! Ibovespa avança quase 5% em semana de alta volatilidade, mas dólar vai a R$ 5,68

A PEC emergencial e a disparada dos títulos públicos norte-americanos monopolizaram o noticiário, pressionando o câmbio e a bolsa

Regime especial

STF forma maioria para manter sigilo das informações do programa de repatriação

A análise tem origem em uma ação proposta pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 2017.

Piorou?

Guedes vê perda estrutural em PEC do auxílio

O plenário do Senado manteve o texto da PEC emergencial com o limite de R$ 44 bilhões para a despesa com o pagamento da nova rodada do auxílio para os mais vulneráveis.

DIÁRIO DE BORDO

À procura de um porto seguro para seu dinheiro em tempos turbulentos no Brasil? Veja onde investir

Se “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, o que aprendi nesses meus 25 anos de mercado financeiro é que em momentos de ruídos e turbulências precisamos ser ainda mais persistentes e consistentes em nossos investimentos.

Suspeita de crime

CVM confirma processo para investigar suposto ‘insider trading’ na Petrobras

A suspeita de que alguém pode ter lucrado R$ 18 milhões com o vazamento de informações sobre o que ocorreria na estatal vieram à tona no início da semana e mexeram com os ânimos do mercado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies