Menu
2019-05-30T19:56:47-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Live de quinta

Bolsonaro destaca confiança de investidores na economia e diz que tende a vetar bagagem gratuita em voos

Presidente lista investimentos recentemente anunciados e reforça importância da reforma da Previdência. Também fala que não perdemos nada com Coaf no Ministério da Economia

30 de maio de 2019
19:56
Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro em live em rede social - Imagem: Print Facebook

O presidente Jair Bolsonaro abriu sua live nas redes sociais falando que a confiança do investidor é enorme e que “estamos fazendo o dever de casa”. No entanto, ponderou que temos uma enorme encruzilhada pela frente, que é a reforma da Previdência. Ele também falou que tende a vetar a franquia de bagagem gratuita em voos, que foi restituída pelo Congresso.

Bolsonaro fez um apelo aos parlamentares pela aprovação da reforma, mas também disse que os próprios parlamentares têm vindo falar com ele para dizer que querem a reforma.

“Temos que libertar o Brasil desse julgo de uma situação econômica complicada. Temos de demonstrar para o mundo e para o investidor que estamos preocupados e fazendo nossa parte. Vindo a nova Previdência, com disse o ministro Paulo Guedes e o Rogério Marinho, o Brasil tem tudo para deslanchar”, afirmou.

Depois, o presidente listou investimentos anunciados pela Scania, Hyunday, GM, Carrefour e Honda.

Hoje, o IBGE divulgou o PIB do primeiro trimestre de 2019 e foi constada uma queda de 0,2%. O ministro Paulo Guedes disse que disse que tal resultado “não é novidade para nós”, pois ele e equipe sempre disseram que a economia brasileira está estagnada.

Ainda de acordo com Guedes, as pessoas têm de entender que precisamos das reformas para retomar o crescimento. “Estamos absolutamente seguros que mudando, fazendo as reformas, o Brasil vai retomar o crescimento econômico sustentado. É um país que deveria estar crescendo 3%, 3,5% ao ano e simplesmente a economia colapsou. E isso foi parte do diagnóstico na campanha”, afirmou o ministro.

Veto ou não veto?

O presidente disse que tem uma “batata quente no seu colo”, que é decidir se veta ou sanciona emenda ao projeto de lei que fez a abertura do setor aéreo e que restituiu a franquia de bagagem no setor aéreo.

Segundo Bolsonaro, se ele veta, será acusado de fazer o jogo das empresas aéreas, se sanciona ajudaria o passageiro.

Depois de dar explicações didáticas de que não tem nada de graça, Bolsonaro disse que tende a vetar a bagagem gratuita, não só por essa ser uma emenda de deputado do PT, mas por entender que a bagagem estará no preço final de qualquer maneira e o que as empresas querem é que elas mesmas regulem isso.

No fim, ele se disse convencido a vetar a bagagem gratuita, mas ponderou que ainda poderia mudar de posição.

Coaf com Moro

O presidente também falou da “briga enorme” que houve em torno da medida provisória 870, que fez a reestruturação administrativa do governo, mas acabou tirando o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) da alçada do ministro da Justiça, Sergio Moro.

O presidente falou, ao lado de duas parlamentares do PSL, que “não podemos ganhar tudo na Câmara e Senado”, pois se aprovar tudo o que é mandando “vira ditador”, com acontece em Cuba.

Bolsonaro disse que foi uma decisão dele pedir para os senadores não alterarem o texto que veio da Câmara e pediu para que os parlamentares do partido não sejam atacados pelo resultado da votação.

“Ninguém perdeu nada com isso. O Coaf continua com o governo ou alguém acha que o Paulo Guedes, em precisando de dados, não vai fornecer? Vai fornecer”,  disse.

Ainda de acordo com Bolsonaro, se aprovassem o destaque deixando o Coaf com Moro, a MP voltaria para a Câmara e “perderíamos toda a reforma. Seria pior para nós”.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

entrevista

‘Orçamento está falido e não deveria ser sancionado’, diz Rodrigo Maia

Para ex-presidente da Câmara, governo e Congresso tem responsabilidade por esse Orçamento em que as emendas parlamentares são maiores do que os gastos discricionários

ESTRADA DO FUTURO

O que o mercado está tentando te dizer sobre as ações do Banco Inter (BIDI11)

Como analistas, gastamos cada vez mais tempo avaliando histórias. E se você quer investir bem o seu dinheiro, também deveria fazê-lo

termômetro

Tesla, Robinhood e GM: as apostas do bilionário Jorge Paulo Lemann

Empresário brasileiro respondeu quais seriam os investimentos de curto e longo prazo, em uma espécie de termômetro sobre a confiança em torno do negócio

escolha da CEO

Criptomeme bilionário, $moda$ de Hering e Arezzo, aposta contra o BC… veja o que bombou na semana no Seu Dinheiro

Você apostaria contra o Banco Central do Brasil?  Não falo de apostas mequetrefes com a turma do escritório, do tipo “quem perder paga uma rodada”.  Estou falando de colocar o seu patrimônio em investimentos que podem dar retornos altos se o BC estiver errado. Pois é justamente o que defende Rogério Xavier, da SPX Capital, um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies