Menu
2019-01-29T19:26:00-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Débito ou crédito?

‘Voltamos, e voltamos forte para o jogo’, afirma presidente da Cielo

O recado de Paulo Caffarelli, novo presidente da empresa de maquininhas de cartão, não podia ser mais claro: entre manter as margens de lucro e a liderança no mercado que enfrenta uma forte competição, a Cielo optou pela segunda

29 de janeiro de 2019
10:02 - atualizado às 19:26
Paulo Caffarelli, presidente da Cielo
Paulo Caffarelli, novo presidente da Cielo - Imagem: Beto Barata/PR

Quem chega atrasado a uma entrevista coletiva com Paulo Caffarelli corre o risco de perder a notícia. O novo presidente da Cielo se tornou conhecido por ir direto ao ponto, e não foi diferente em sua primeira fala aos jornalistas desde que assumiu o comando da empresa de maquininhas, em novembro passado.

“Nós voltamos, e voltamos forte para o jogo. Não há empresa melhor preparada para o combate do que a Cielo”, ele disse aos jornalistas na manhã de hoje.

O recado não podia ser mais claro. Entre manter as margens de lucro e a liderança no mercado que enfrenta uma forte competição, a Cielo optou pela segunda.

"Temos que fazer escolha entre margem e market share, e optamos estrategicamente pelo market share", afirmou o presidente da Cielo, que possui aproximadamente 45% do mercado de maquininhas de cartão.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Entre as medidas adotadas para “voltar ao jogo”, a Cielo promoveu reduziu os preços cobrados dos lojistas. Uma das fontes de receita das empresas de maquininhas de cartão vem de um percentual cobrado sobre cada compra realizada nos cartões de débito e crédito.

A companhia também contratou 1.000 novos vendedores, chamados de “hunters”. Eles têm como meta obter 2 mil novos credenciamentos por dia. “Nosso desempenho já é 2,5 vezes maior do que antes das contratações”, disse Caffarelli.

A primeira reação do mercado à escolha da Cielo não foi boa. As ações da empresa abriram o dia em queda de 3,40%, mas foram melhorando ao longo do dia e fecharam em forte alta de 4,87%. Ou seja, o mercado aparentemente decidiu dar pelo menos o benefício da dúvida à gestão Caffarelli.

Lucro menor em 2019

Essa estratégia de mais gastos e redução de preços vai levar a uma queda nos resultados. A empresa projeta para este ano um lucro líquido entre R$ 2,3 bilhões e R$ 2,6 bilhões. Ou seja, na melhor das hipóteses, a Cielo espera uma redução de 21% do resultado.

A empresa espera, porém, manter a política de pagamento de dividendos e espera distribuir entre 70% e 100% do lucro aos acionistas neste ano.

Questionado sobre quando o resultado deve voltar a crescer, Caffarelli disse que os números de 2020 já devem mostrar uma melhora, a partir de ganhos de escala.

Todos juntos

A Cielo é controlada por Banco do Brasil e Bradesco, mas tem ações listadas na B3. No ano passado, os papéis da companhia caíram quase 60% diante do aumento da concorrência no setor.

O presidente da Cielo disse que a estratégia de abrir mão das margens para não perder ainda mais mercado está alinhada com os bancos controladores e também com os minoritários.

Um dos temores de parte do mercado é que os bancos "entreguem os anéis" – no caso, a Cielo – para ficar os dedos, que seria o relacionamento com os varejistas em outros produtos.

Caffarelli disse que a parceria com os bancos acionistas, além da Caixa, proporciona uma vantagem competitiva para a Cielo.

Cliente definirá bônus

Em um mercado que se tornou uma "commodity", o jogo será ganho por quem agregar valor ao cliente, segundo Caffarelli.

"O compromisso com a melhora dos serviços terá um peso considerável na remuneração variável dos executivos, inclusive a minha", afirmou o presidente da Cielo.

A satisfação dos clientes com serviços definirá até 30% dos bônus a serem pagos pela companhia, afirmou Caffarelli.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

novos voos

Boeing realiza voo inaugural de aeronave 777X

Início de serviço da nova aeronave está atrasado devido a problemas técnicos; possivelmente começará a realizar voos comerciais durante um período de desaceleração dos pedidos de aeronaves maiores

marque na agenda

Santander e Cielo abrem temporada de resultados do 4º trimestre de 2019; veja o que esperar

Empresas passam por movimento de adaptações, com taxas de juros a mínimas históricas, mudanças promovidas pelo governo que afetam o mercado e o avanço das fintechs

Seu Dinheiro Premium

Os segredos da bolsa: Ações para acompanhar de perto numa semana agitada no exterior

O exterior volta a dar as cartas ao mercado nesta semana. E, em meio à turbulência, saiba quais ações podem ser destaque nos próximos dias

DE OLHO NA BOEING

FAA diz a áreas americanas que 737 MAX talvez possa retornar antes do meio do ano

De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, Dickson teria dito ainda que a previsão da Boeing e que espera que o retorno das aeronaves ocorra apenas no meio do ano é “muito conservadora”

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Bolsonaro diz que pode transferir embaixada em Israel para Jerusalém em 2021

O presidente disse que tem conversado com líderes árabes sobre o assunto e que, até o momento, não houve nenhuma oposição à proposta

AGRICULTURA

Na Índia, Tereza Cristina diz que agricultura brasileira não é vilã

A ministra admite que existe de fato uma preocupação grande com mudanças climáticas ao redor do mundo e que “ninguém tem pretensão de negar isso”, mas ressalta que os agricultores são os principais interessados no clima e em ter chuvas com regularidade

INDÚSTRIA

Indústria com mais tecnologia tem o menor peso na exportação em 24 anos

De acordo com o economista do Iedi, Rafael Cagnin, a queda nas exportações desses produtos, que somaram US$ 40,2 bilhões no ano passado, coloca a engrenagem do crescimento do País para girar no sentido oposto

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reforma administrativa está ‘praticamente pronta’, diz Bolsonaro

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements