Menu
2019-10-14T14:12:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Guerra comercial

Trump adia aplicação de tarifas comerciais e China mostra satisfação com a medida

Horas antes, a China havia anunciado a isenção de 16 tipos de produtos dos EUA de tarifas extras por um ano, a partir do dia 17

12 de setembro de 2019
8:00 - atualizado às 14:12
China/ EUA/ Guerra comercial
Imagem: Shutterstock

Donald Trump usou o seu Twitter na noite desta quarta-feira (11) para anunciar que irá adiar a aplicação de tarifas adicionais a cerca de US$ 250 bilhões em produtos chineses. Antes programada para ter início no dia 1º de outubro, as tarifas só passarão a valer no dia 15 do mesmo mês.

Nas publicações, Trump diz que a iniciativa foi um 'gesto de boa vontade' e que atende um  um pedido do vice-primeiro-ministro chinês Liu He, uma vez que 1º de outubro marca o 70º aniversário da fundação da República Popular da China.

Horas antes, a China havia anunciado a isenção de 16 tipos de produtos dos EUA de tarifas extras por um ano, a partir do dia 17.

Nesta quinta-feira (12), o Ministério de Comércio da China expressou satisfação com a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de adiar um aumento de tarifas sobre algumas importações chinesas, antes de equipes de médio escalão realizarem uma reunião preparatória para a próxima rodada de negociações bilaterais, prevista para outubro.

Segundo o porta-voz do ministério, Gao Feng, as empresas chinesas começaram a fazer levantamentos de preços de bens agrícolas americanos. Pequim suspendeu as compras desses produtos em agosto, quando a relação comercial entre os dois países sofreu forte deterioração.
Os levantamentos de preços, que podem levar os chineses a retomar as compras de produtos agrícolas dos EUA, incluem itens como soja e carne suína.

Segundo Gao, que falou durante coletiva de imprensa semanal, a possível retomada de compras de bens agrícolas pela China não é "uma moeda de troca" nas discussões comerciais.

*Com Estadão Conteúdo
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Estudo

Fundos imobiliários ou ações de properties: qual a melhor forma de investir no mercado imobiliário?

Estudo da gestora RBR mostra que fundos são mais eficientes para investimento imobiliário do que empresas que administram imóveis, mas o melhor veículo pode variar caso a caso.

SEXTOU COM RUY

Onde colocar seu dinheiro se a poupança está uma merda?

Portanto, se o rendimento da poupança está uma merda, não se preocupe, porque isso significa que esse é justamente o melhor momento para investir em ações

Oportunidade para o investidor

Conselho da Iguatemi aprova emissão de R$ 264 milhões em debêntures

Trata-se da oitava emissão dos títulos pela empresa, que serão negociados em série única e vinculados a uma emissão de CRI

Seu Dinheiro na sua noite

O que mudou e o que não mudou na bolsa

Quando surgiram as primeiras notícias sobre o surto do coronavírus na China, havia poucos elementos para afirmar se estávamos ou não diante de uma crise de saúde de proporções globais. Hoje já não temos mais dúvidas disso. A dolorosa queda de 7% da bolsa na quarta-feira de cinzas marcou a passagem da incerteza que tínhamos […]

É dólar na veia

Na luta para conter o dólar, Banco Central anuncia oferta de US$ 1 bilhão em contratos de swap nesta sexta-feira

Negociação será realizada na bolsa entre 9h30 e 9h40 e deve contemplar até 20 mil contratos

Dados do Banco Central

Reservas internacionais subiram US$ 976 milhões no dia 26 de fevereiro, para US$ 360,578 bilhões

Resultado reflete sobretudo a oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas

Menor nível em quatro meses

Pressionado pelo coronavírus, Ibovespa cai mais 2,59% e fecha na mínima do dia; dólar sobe a R$ 4,47

O mercado até ensaiou um movimento de recuperação no meio da tarde, mas a cautela com o surto de coronavírus prevaleceu, derrubando o Ibovespa — apenas quatro ações do índice fecharam em alta. O dólar cravou mais uma máxima

No radar

Abimaq diz não ter dado que indique desabastecimento por causa do novo coronavírus

Setor de máquinas está promovendo ações preventivas para evitar qualquer risco de desabastecimento

Negócio em aberto

Bayer concorda com nova revisão sobre aquisição da Monsanto

Empresa vai permitir que um especialista independente revise suas regras e examine os seus principais negócios

Enchentes

Chuvas de fevereiro dão prejuízo de R$ 203 milhões ao comércio do sudeste, diz CNC

Mais da metade do rombo foi concentrado no Estado de São Paulo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements