Menu
2019-10-14T14:12:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Guerra comercial

Trump adia aplicação de tarifas comerciais e China mostra satisfação com a medida

Horas antes, a China havia anunciado a isenção de 16 tipos de produtos dos EUA de tarifas extras por um ano, a partir do dia 17

12 de setembro de 2019
8:00 - atualizado às 14:12
China/ EUA/ Guerra comercial
Imagem: Shutterstock

Donald Trump usou o seu Twitter na noite desta quarta-feira (11) para anunciar que irá adiar a aplicação de tarifas adicionais a cerca de US$ 250 bilhões em produtos chineses. Antes programada para ter início no dia 1º de outubro, as tarifas só passarão a valer no dia 15 do mesmo mês.

Nas publicações, Trump diz que a iniciativa foi um 'gesto de boa vontade' e que atende um  um pedido do vice-primeiro-ministro chinês Liu He, uma vez que 1º de outubro marca o 70º aniversário da fundação da República Popular da China.

Horas antes, a China havia anunciado a isenção de 16 tipos de produtos dos EUA de tarifas extras por um ano, a partir do dia 17.

Nesta quinta-feira (12), o Ministério de Comércio da China expressou satisfação com a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de adiar um aumento de tarifas sobre algumas importações chinesas, antes de equipes de médio escalão realizarem uma reunião preparatória para a próxima rodada de negociações bilaterais, prevista para outubro.

Segundo o porta-voz do ministério, Gao Feng, as empresas chinesas começaram a fazer levantamentos de preços de bens agrícolas americanos. Pequim suspendeu as compras desses produtos em agosto, quando a relação comercial entre os dois países sofreu forte deterioração.
Os levantamentos de preços, que podem levar os chineses a retomar as compras de produtos agrícolas dos EUA, incluem itens como soja e carne suína.

Segundo Gao, que falou durante coletiva de imprensa semanal, a possível retomada de compras de bens agrícolas pela China não é "uma moeda de troca" nas discussões comerciais.

*Com Estadão Conteúdo
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

FECHAMENTO DA SEMANA

Ufa! Ibovespa avança quase 5% em semana de alta volatilidade, mas dólar vai a R$ 5,68

A PEC emergencial e a disparada dos títulos públicos norte-americanos monopolizaram o noticiário, pressionando o câmbio e a bolsa

Regime especial

STF forma maioria para manter sigilo das informações do programa de repatriação

A análise tem origem em uma ação proposta pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 2017.

Algo não agradou

Guedes vê perda estrutural em PEC do auxílio

O sentimento na equipe de Guedes foi de perda da possibilidade de acionamento dos gatilhos em caso de calamidade por mais dois anos seguintes

DIÁRIO DE BORDO

À procura de um porto seguro para seu dinheiro em tempos turbulentos no Brasil? Veja onde investir

Se “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, o que aprendi nesses meus 25 anos de mercado financeiro é que em momentos de ruídos e turbulências precisamos ser ainda mais persistentes e consistentes em nossos investimentos.

Suspeita de crime

CVM confirma processo para investigar suposto ‘insider trading’ na Petrobras

A suspeita de que alguém pode ter lucrado R$ 18 milhões com o vazamento de informações sobre o que ocorreria na estatal vieram à tona no início da semana e mexeram com os ânimos do mercado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies