Menu
2019-08-12T08:20:01-03:00
dinheiro que vai

Novos empréstimos na China recuam a US$ 150,1 bilhões em julho

Bancos chineses liberaram 1,06 trilhão de yuans (US$ 150,1 bilhões) em novos empréstimos no mês; abaixo do valor de 1,66 trilhão de yuans registrado em junho e também aquém da previsão de analistas

12 de agosto de 2019
8:20
China
China - Imagem: Shutterstock

Os bancos chineses liberaram 1,06 trilhão de yuans (US$ 150,1 bilhões) em novos empréstimos em julho, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O montante ficou abaixo do valor de 1,66 trilhão de yuans registrado em junho e também aquém da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 1,25 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, recuou de 2,26 trilhões de yuans em junho para 1,01 trilhão de yuans em julho.

Já a base monetária da China (M2) teve acréscimo anual de 8,1% em julho, depois de subir 8,5% em junho. Economistas previam avanço maior no mês passado, de 8,4%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

números da pandemia

Brasil chega a 72,1 mil mortes por covid-19, diz Ministério da Saúde

Foram registrados 24.831 novos casos da doença; total chegou a 1.864.681

entrevista

‘Brasil virou pária do investimento internacional’, diz Persio Arida

Um dos signatários da carta de ex-ministros da Fazenda e do BC em defesa de uma retomada econômica “verde”, ele observa que o presidente tem feito uma “política ambiental horrenda” e na contramão do mundo

ao menos sete parlamentares

Verba de gabinete é usada para lucrar na internet

Deputados da base governista recorreram a empresas contratadas com dinheiro da cota parlamentar e assessores pagos pela Casa para gerir canais monetizados no YouTube

entrevista

‘Caminhamos para o precipício ambiental’, diz CEO da Suzano

Walter Schalka diz que a sustentabilidade tem de unir empresas e governo para que o Brasil possa virar uma potência ambiental no mundo

decisão da justiça

Ex-secretário, vereador e empresário de Marília tornam-se réus por fraudes

De acordo com o Ministério Público Federal, o grupo é acusado de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements