Menu
2019-04-04T14:14:58-03:00
Estadão Conteúdo
Em dezembro

Indústria e varejo da China superam expectativas, mas avanço do PIB é o menor em 28 anos

Produção industrial chinesa subiu 5,7% em dezembro na comparação anual; analistas previam uma desaceleração, com ganho de 5,3%

21 de janeiro de 2019
6:52 - atualizado às 14:14
presidente-da-china
Imagem: Fotos Públicas/Kremlin

A atividade econômica da China mostrou certa aceleração em dezembro em relação a novembro, conforme os dados da produção industrial e das vendas do varejo do período. Por outro lado, os investimentos em ativos fixos mostraram o mesmo desempenho do mês anterior, mas decepcionaram ligeiramente a expectativa do mercado. Os números foram divulgados nesta segunda-feira, 21, pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) do país.

A produção industrial chinesa subiu 5,7% em dezembro na comparação anual, o que representa uma aceleração do ritmo de crescimento verificado em novembro na mesma base de comparação, de 5,4%. Os analistas consultados pelo Wall Street Journal, por outro lado, previam uma desaceleração, com ganho de 5,3%. Na comparação mensal, a produção fabril aumentou em 0,54%.

A expansão das vendas do varejo também tiveram um leve ganho na passagem de novembro para dezembro, passando de 8,1% para 8,2% na comparação anual. O resultado também foi um pouco melhor do que o projetado pelos economistas, que estimavam alta de 8,0%. No confronto mensal, as vendas avançaram 0,55% em dezembro.

Já os investimentos em ativos fixos de áreas não rurais de janeiro a dezembro mantiveram o ritmo de crescimento do período finalizado em novembro, de 5,9%. Mas os economistas esperavam que o ganho fosse um pouco maior, de 6,0%.

PIB

No quarto trimestre do ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) da China teve alta de 6,4% na comparação com o mesmo período de 2017, desacelerando levemente do aumento de 6,5% observado no terceiro trimestre. O resultado veio em linha com a expectativa dos analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam alta de 6,4% no quarto trimestre.

No ano, o PIB chinês avançou 6,6%, o menor valor em 28 anos.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Tem cupom pra isso?

Ações da Méliuz sobem após lançamento de plataforma de empréstimos online

A companhia, que desde 2019 oferece um cartão de crédito sem anuidade e com cashback, vem ampliando a gama de serviços financeiros

MERCADOS HOJE

Ibovespa ignora tensão em Brasília e busca romper marca histórica; dólar recua

Exterior positivo traz fôlego aos negócios locais, mas problemas em Brasília persistem

Exile on Wall Street

Bolsa não precisa de motivos para subir e os ganhos acontecerão – mesmo no pior cenário

Do fim de fevereiro até este meio de abril, o Ibovespa retomou os 120 mil pontos rapidamente, e sem qualquer utopia. Isso nos traz uma importante lição enquanto investidores agnósticos: a Bolsa não precisa de motivos para subir. Repita o mantra: não precisa de motivos para subir, não precisa de motivos… assim como você não […]

Taxa zero pra todo o lado

Easynvest zera taxa de corretagem para maioria das operações com ações, BDRs e opções

A corretora digital já não cobrava por investimentos em renda fixa e agora quer expandir essa ideia para ações, BDRs e opções do aplicativo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies