Menu
2019-09-18T10:08:57-03:00
Estadão Conteúdo
Fim do fôlego?

Gastos fiscais da China sofrem 1ª queda em sete meses

Entre janeiro a agosto, os gastos fiscais da China tiveram acréscimo anual de 8,8%, enquanto a receita aumentou 3,2%, detalhou o ministério

18 de setembro de 2019
10:08
China
Imagem: Shutterstock

Os gastos do governo da China caíram em agosto, na primeira queda em sete meses, sugerindo que Pequim pode estar ficando sem poder de fogo no âmbito fiscal para conter a desaceleração da economia.

No mês passado, os gastos fiscais do gigante asiático diminuíram 0,2% em relação a agosto de 2018, segundo cálculos da provedora de dados Wind com base em dados publicados pelo Ministério de Finanças chinês. Em julho, os gastos haviam subido 3,5% na comparação anual.

Já as receitas fiscais tiveram expansão anual de 3,3% em agosto, depois de avançarem 1,8% em julho, de acordo com a Wind.

Para compensar os efeitos da guerra comercial entre China e Estados Unidos e impulsionar a demanda doméstica, Pequim ampliou gastos este ano numa tentativa de garantir a estabilização do crescimento. Esses esforços incluíram a antecipação de emissões de bônus por governos locais e a aceleração de investimentos em obras públicas. No primeiro semestre, os gastos fiscais cresceram mais de 10% ante igual período do ano passado.

Entre janeiro a agosto, os gastos fiscais da China tiveram acréscimo anual de 8,8%, enquanto a receita aumentou 3,2%, detalhou o ministério. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

termômetro online

Covas cresce em buscas no Google, mas Boulos lidera ranking

Candidato do PSOL foi o mais buscado nacionalmente entre os 34 candidatos de capitais brasileiras concorrendo neste domingo

Eleições 2020

Veja o resultado das eleições no 2º turno nas capitais

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito em São Paulo e Eduardo Paes (DEM) derrotou o atual prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio. O PT não conquistou nenhuma capital

Entrevista

‘Apressar a austeridade não é modo de assegurar crescimento’, diz diretor da OCDE

Aumento de gastos públicos na quarentena e de impostos sobre os mais ricos no pós-pandemia é a recomendação da OCDE para os países

Preocupação social

Crise de 2008 mudou postura na área fiscal do FMI e da OCDE

Nos dois órgãos internacionais, recomendação de austeridade foi substituída por preocupação com possíveis impactos sociais

Sucesso

Vendas on-line na Black Friday batem recorde e somam R$ 4 bilhões

Faturamento do e-commerce teve alta de 25,1% ante a Black Friday do ano passado; promoções estendidas ao longo do mês beneficiaram as vendas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies