Menu
2019-09-06T07:24:16-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
das ruas para o mercado

Fitch corta nota de crédito de Hong Kong, após meses de protestos

Agência reduziu o rating soberano em moeda estrangeira de longo prazo, de AA+ para AA, com perspectiva negativa

6 de setembro de 2019
7:24
hong-kong
Hong Kong - Imagem: Shutterstock

A Fitch cortou a nota de crédito de Hong Kong, na primeira iniciativa do tipo desde antes da transferência da antiga colônia britânica para a China em 1997.

Citando meses de protestos e persistentes conflitos no território semiautônomo, a Fitch reduziu o rating soberano em moeda estrangeira de longo prazo de Hong Kong, de AA+ para AA, com perspectiva negativa.

"Os eventos atuais também causaram danos duradouros à percepção internacional da qualidade e da eficácia do sistema de governança e do Estado de direito de Hong Kong, e puseram em dúvida a estabilidade e o dinamismo de seu ambiente de negócios", comentou a Fitch em comunicado.

A Fitch atribuiu sua perspectiva negativa à visão de que, mesmo com a recente decisão de Hong Kong de ceder à parte das exigências de manifestantes, é provável que persista um certo grau de descontentamento popular.

Na quarta-feira (04), a chefe de governo de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou a retirada de um polêmico projeto de lei que previa extradições para a China e que acabou se tornando estopim de uma onda de protestos iniciada há cerca de três meses.

Para a Fitch, a possibilidade de novos episódios de tumulto social pode minar ainda mais a confiança nas instituições públicas e manchar a percepção da governança, instituições, instabilidade política e ambiente de negócios de Hong Kong.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

depois do fundo do poço

Na bolsa, Gol, Azul e CVC recuperam parte das perdas com pandemia

Avanço das vacinas empolgou o mercado todo, mas não basta para explicar o desempenho dos papéis ligadas ao setor de aviação

após atrasos

Petrobras vai concluir venda de oito refinarias em 2021, diz CEO

De acordo com o diretor de Comercialização e Logística, estatal poderá aumentar as exportações de petróleo bruto, mas a tendência é de que os novos donos das unidades adquiram a commodity no mercado interno

volta ao normal?

Aneel aprova retomada do sistema de bandeiras tarifárias a partir desta terça

Mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano

seu dinheiro na sua noite

O doce novembro da bolsa

O que você considera uma boa rentabilidade mensal para os seus investimentos? Um retorno equivalente a oito vezes o que a renda fixa paga em um ano inteiro está de bom tamanho? Pois foi esse o ganho de quem investiu em novembro na bolsa — imaginando aqui a compra do BOVV11, um dos fundos que […]

Balanço do mês

Após disparada, bolsa é um dos melhores investimentos de novembro; dólar foi o pior

Bitcoin lidera o ranking, seguido do Ibovespa, que subiu mais de 15%; piores desempenhos ficaram por conta do dólar e do ouro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies