A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-02-14T08:32:18-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Em meio à guerra comercial

Exportações da China crescem 9,1% em janeiro, mas superávit com os Estados Unidos recua

Superávit chinês com todos os parceiros comerciais atingiu US$ 39,16 bilhões em janeiro, bem abaixo dos US$ 57,06 bilhões de dezembro

14 de fevereiro de 2019
8:32
Porto na China
Superávit com os Estados Unidos diminuiu para US$ 27,3 bilhões em janeiroImagem: Shutterstock

As exportações da China surpreenderam ao mostrar aceleração em janeiro, em um possível sinal de que demanda externa por produtos chineses continua sólida.

Segundo dados oficiais divulgados nesta quinta-feira, 14, os embarques do país subiram 9,1% em relação ao primeiro mês de 2018, revertendo a queda de 4,4% registrada em dezembro do ano passado. Economistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam que o indicador declinasse 4,1%.

Já as importações chinesas caíram 1,5% no comparativo anual, após terem recuado 7,6% no último mês de 2018. A previsão dos economistas entrevistados na pesquisa apontava para queda de 11% das compras.

As entradas de petróleo e de cobre no país subiram na comparação anual de janeiro, mas as de minério de ferro sofreram queda no período. No mês passado, as compras chinesas de petróleo bruto tinham aumentado 4,8% na comparação anual, a 42,6 milhões de toneladas, e as importações de cobre tiveram alta de 8,1%, a 479 mil toneladas, enquanto as de minério de ferro diminuíram 9%, a 91,26 milhões de toneladas.

Os dados também mostraram que a China exportou 5,42 milhões toneladas de petróleo bruto em janeiro, 31% mais do que no mesmo mês de 2018.

Guerra comercial faz efeito

O superávit comercial da China com todos os parceiros comerciais atingiu US$ 39,16 bilhões em janeiro, bem abaixo do saldo positivo de US$ 57,06 bilhões registrado em dezembro, mas superando os US$ 25,45 bilhões estimados pelo levantamento do Wall Street Journal.

Parte desse desempenho se deve ao saldo no comércio com os Estados Unidos, que diminuiu para US$ 27,3 bilhões em janeiro, frente ao superávit de US$ 29,87 bilhões registrado em dezembro de 2018.

No primeiro mês de 2019, as exportações do país ao mercado americano caíram 2,4% na comparação anual, depois de terem recuado 3,5% em dezembro. Já as compras chinesas dos EUA mostraram declínio de 41,2% no mesmo período, mais acentuado que os -35,8% registrados no último mês de 2018.

Autoridades chinesas prometeram aumentar as compras de produtos agrícolas e energéticos dos EUA nas negociações comerciais bilaterais. Pequim também baixou suas tarifas sobre alguns produtos americanos. Nesta quinta, a delegação comercial da China iniciou uma nova rodada de negociações comerciais com autoridades dos EUA em Pequim.

*Com informações do Estadão Conteúdo e Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Foi tudo graças à peak inflation

11 de agosto de 2022 - 11:07

Imagine dois financistas sentados em um bar. Um desses sujeitos é religioso, enquanto o outro é ateu. Eles discutem sobre a eventual existência de bull markets

MARKET MAKERS

Os princípios: Conheça Ray Dalio, gestor do maior hedge fund do mundo, e seu manual para conseguir o que deseja na vida

11 de agosto de 2022 - 10:47

O livro Princípios se propõe a ser um manual sobre vida e trabalho que Dalio resolveu escrever contendo seus critérios de tomada de decisão que colecionou ao longo da sua vida

Cadê o retorno?

XP (XPBR31) na berlinda: JP Morgan corta recomendação para neutro e diz que o mercado quer ver lucro

11 de agosto de 2022 - 10:33

O JP Morgan mostrou-se preocupado com o salto nos custos e despesas da XP (XPBR31) no trimestre, o que pressionou as margens da empresa

ACELERANDO NA RETA

Bitcoin (BTC) busca os US$ 25 mil, mas alta é ofuscada por disparada de 12% do ethereum (ETH); confira que movimenta as criptomoedas hoje

11 de agosto de 2022 - 10:09

Os investidores estão otimistas com a atualização do ethereum: em julho deste ano, o ETH acumulou alta de 57,7% e sobe 14,9% nos primeiros dias de agosto

NADA DIPLOMÁTICO

Paulo Guedes fala em “ligar o foda-se” para França, maior empregador estrangeiro no Brasil

11 de agosto de 2022 - 9:36

O país europeu é terceiro que mais investe no Brasil; as exportações para a França vêm crescendo 18% neste ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies