Menu
2019-06-07T18:53:44-03:00
Estadão Conteúdo
Contenção de riscos

China propõe normas mais rígidas para avaliação de riscos financeiros

Bancos chineses terão de reconhecer não apenas empréstimos inadimplentes, como também bônus não pagos, ativos interbancários e outros investimentos como ativos de liquidação duvidosa

2 de maio de 2019
7:37 - atualizado às 18:53
yuan-china
Notas de yuan, moeda da China -

A Comissão Regulatória Bancária e de Seguros da China divulgou propostas de regras que tornam mais rígida a avaliação de riscos de bancos, como parte de esforços do governo chinês de conter riscos financeiros.

Segundo as normas previstas, os bancos terão de reconhecer não apenas empréstimos inadimplentes, como também bônus não pagos, ativos interbancários e outros investimentos como ativos de liquidação duvidosa.

Atualmente, o setor bancário chinês classifica apenas empréstimos inadimplentes como ativos de liquidação duvidosa, o que o obriga a reservar parte de seu capital para evitar mais perdas. As normas mais rígidas exigirão que os bancos destinem uma porção ainda maior de seus lucros para riscos em potencial.

As regras provisórias estabelecem que se uma empresa falhar em pagar ao menos 5% de seus empréstimos a um determinado banco, o restante do crédito tomado será classificado como ativo de liquidação duvidosa. Além disso, empréstimos que estejam vencidos há mais de 90 dias terão de ser classificados como inadimplentes.

O regulador espera receber comentários sobre normas propostas até o fim de maio.

Quando a nova regulação for oficializada, os bancos terão até o fim de 2019 para se adequar às novas normas. Instituições que tenham dificuldades de seguir as regras poderão ter um período de carência maior, até o fim de 2020, a depender da aprovação da Comissão. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

fique de olho

Telefônica Brasil paga R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Valor tem retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 15%, resultando no montante líquido de R$ 535,5 milhões, com base no balanço patrimonial de 31 de maio de 2021

seu dinheiro na sua noite

A escalada dos juros e o impacto nos seus investimentos

Os horizontes do atual ciclo de escalada dos juros no Brasil já começam a ficar mais claros, assim como os contornos da política monetária americana.  Hoje os investidores trataram de se ajustar aos sinais enviados pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos na “Super Quarta” de ontem. O mercado de juros rumou para […]

ampliando o portfólio

JBS conclui a aquisição de empresa de produtos à base de plantas Vivera na Europa

Transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

atenção, acionista

Vale anuncia pagamento de dividendos; confira os valores

Segundo a mineradora, será considerada a posição acionária de 23 de junho de 2021; empresa passa por bom momento

retomada

Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio

De janeiro a maio, as vendas internas foram de 10 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 46,4% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies