Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-05T10:44:12-03:00
Estadão Conteúdo
ESTIMATIVAS OFICIAIS

China estabelece meta de crescimento para entre 6% e 6,5%

Em 2018, o país teve uma meta de “cerca de 6,5%” em seu crescimento e ele acabou por ficar em 6,6%, no ritmo mais fraco em quase três décadas.

5 de março de 2019
10:40 - atualizado às 10:44

A China estabeleceu uma meta de crescimento econômico para 2019 entre 6,0% e 6,5%, de acordo com a agência estatal Xinhua. Em 2018, o país teve uma meta de "cerca de 6,5%" em seu crescimento e ele acabou por ficar em 6,6%, no ritmo mais fraco em quase três décadas. Para o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), a meta é de 3% neste ano, idêntica à do ano anterior, quando os dados oficiais mostraram alta de 2,1% ante 2017.

A agência informou que a meta de déficit orçamentário para o ano fiscal de 2019 será de "cerca de 2,8% do PIB", ou 2,76 trilhões de yuans (US$ 411,5 bilhões). No ano anterior, ela havia sido de cerca de 2,6%. O premiê chinês, Li Keqiang, disse que a intenção do governo é gerar 11 milhões de novos empregos em 2019, como projetado no ano anterior, quando foram geradas 13,61 milhões de vagas.

Li afirmou ainda que há o objetivo de limitar a taxa de desemprego nas áreas urbanas em 5,5%, neste ano. Em 2018, ele ficou em 4,9%. O premiê disse que pretende cortar os encargos corporativos em quase 2 trilhões de yuans, em 2019. Segundo ele, o imposto sobre valor agregado para o setor manufatureiro e outras indústrias deve ser reduzido de 16% para 13%.

Em seu Relatório Orçamentário Fiscal de 2019, o governo chinês sugere que haverá mais medidas de cortes de impostos no país, para apoiar a economia. O Ministério das Finanças afirmou que a receita orçamentária neste ano deve crescer 5%, com os gastos avançando 6,5%.

Também para apoiar o quadro econômico, o premiê chinês afirmou que os empréstimos para as pequenas empresas vindas dos maiores bancos estatais devem crescer 30% neste ano.

A China planeja ainda emitir 2,15 trilhões de yuans em bônus de governos locais com propósito especial em 2019 para fomentar investimentos em infraestrutura, uma forte alta em relação à cota de 1,35 trilhão de yuans do ano anterior.

O governo anunciou ainda que pretende elevar o gasto em defesa em 7,5%, para 1,190 trilhão de yuans neste ano, quando em 2018 a alta planejada havia sido de 8,1%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies