Menu
2019-06-07T18:48:33-03:00
Estadão Conteúdo
tensão entre gigantes

China elevará tarifas sobre US$ 60 bi em produtos dos EUA a partir de 1º de junho

Governo de Pequim afirma que a tarifa americana sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses representa uma “escalada nas fricções econômicas e comerciais” entre os países

13 de maio de 2019
10:24 - atualizado às 18:48
China - Estados Unidos
Imagem: shutterstock

O Ministério das Finanças da China anunciou em comunicado nesta segunda-feira que imporá tarifas sobre US$ 60 bilhões em produtos americanos a partir de 1º de junho.

O governo de Pequim afirma que a tarifa americana sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses, que entrou em vigor na última sexta-feira, representa uma "escalada nas fricções econômicas e comerciais" entre os países, "contrária ao consenso entre a China e os Estados Unidos de resolver as diferenças comerciais por meio de consultas", por isso a reação.

O comunicado oficial chinês diz que as novas tarifas do país abrangerão cerca de US$ 60 bilhões em produtos americanos, com tarifas de até 25%. Sobre 2.493 produtos, haverá tarifa de 25%; sobre 1.078, a tarifa será de 20%; sobre outros 974 itens, de 10%; e sobre 595 itens, de 5%. São, portanto, afetados mais de 5 mil produtos americanos nesse anúncio chinês.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Bola rebola

Show das poderosas: Nubank estreia dueto com Anitta e cala os críticos com primeiro lucro

Fintech que já vale US$ 30 bilhões tem primeiro resultado positivo na história e anuncia contratação da cantora para compor o conselho de administração

Temperatura subindo

Febraban: carteira de crédito continua em expansão e deve registrar melhor índice desde 2013

As concessões de empréstimos devem apresentar crescimento de 4,7% em maio, acumulando aumento de 6,9% nos últimos 12 meses

Fim de papo

Bolsonaro se irrita com questão de frete e termina conversa na saída do Alvorada

Antes, ao ser cobrado quais as propostas para atender a categoria, Bolsonaro repetiu que o “maior problema de vocês (caminhoneiros)” é o preço dos combustíveis e os tributos

Nova realidade?

UBS prevê queda nos preços de minério de ferro e rebaixa Rio Tinto

Para os analistas, problemas com oferta no Brasil, intensificados pela pandemia, e atuação do governo chinês devem pressionar cotação do insumo

Muito além do pix

Bancos Centrais da Suíça e França testam transações com moedas digitais entre países

O experimento visa investir no mercado de empréstimos de “atacado” entre bancos, ao invés de transações públicas diárias, mas será o primeiro teste com as CBDC

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies