Menu
2019-06-21T13:04:14-03:00
Estadão Conteúdo
guerra comercial

China diz que não aceitará qualquer acordo que prejudique soberania ou dignidade

Segundo o porta-voz Gao Feng, do Ministério do Comércio, Pequim adotará mais retaliações, se necessário

30 de maio de 2019
7:16 - atualizado às 13:04
China
China - Imagem: Shutterstock

A China não sacrificará seus principais interesses ou princípios para chegar a um acordo comercial com os Estados Unidos, afirmou o porta-voz Gao Feng, do Ministério do Comércio, em entrevista coletiva. Segundo ele, Pequim adotará mais retaliações, se necessário.

"A China definitivamente não aceitará qualquer acordo que prejudique a soberania e a dignidade", afirmou Gao nesta quinta-feira. As medidas restritivas americanas contra companhias chinesas são um comportamento inadequado e podem levar a uma recessão global, comentou.

Questionado sobre se os dois países estão em contato para manter as conversas sobre comércio, o porta-voz não respondeu diretamente, mas disse que as respostas inconsistentes dos EUA deixaram-no em dúvida sobre a sinceridade de Washington.

Durante visita ao Japão nesta semana, o presidente americano, Donald Trump, disse que não tem pressa de chegar a um acordo comercial com a China. Em mensagens anteriores no Twitter, Trump mostrava mais otimismo sobre o tema.

Na quarta-feira, o governo chinês e a imprensa estatal reforçaram sua retórica ao sugerir que a China poderia usar seu domínio na oferta de terras-raras, uma matéria-prima industrial importante, se a disputa comercial piorasse, o que provocou volatilidade nos mercados globais.

Nesta quinta-feira, o porta-voz repetiu a posição oficial, ao dizer que era inaceitável se qualquer país desejasse usar produtos com terras-raras da China para conter e suprimir o desenvolvimento chinês. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

sem gás

Petrobras rejeita proposta da subsidiária da Cosan pela Gaspetro

Oferta da Compass por 51% da distribuidora de gás natural não qualifica para próxima etapa de processo de desinvestimento

Separação de bens

XP estuda fazer proposta por ações com “supervoto” da corretora que estão com Itaú

Objetivo do negócio é eliminar potenciais conflitos de interesse para que apenas os acionistas controladores da XP detenham ações que dão direito a 10 votos cada

diluição?

Notre Dame Intermédica avalia oferta de ações

Operadora de saúde verticalizada pode levantar R$ 2 bilhões com operação, segundo agência de notícias

MERCADOS HOJE

Ibovespa segue clima ameno no exterior e abre o dia em alta; dólar sobe após IGP-M

O cenário de cautela e otimismo se chocam no exterior. De um lado, a China parece se recuperar do coronavírus, de outro, a pandemia ainda parece longe de um fim. Com feriado nos Estados Unidos, liquidez deve seguir baixa

ainda ruim

Taxa de desemprego bate novo recorde no 3º trimestre

Desocupação sobe para 14,6% no trimestre encerrado em setembro, mas fica abaixo da mediana de estimativas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies