Menu
2019-12-09T07:24:20-03:00
guerra comercial

China busca resultado ‘satisfatório’ em negociações comerciais com EUA

Na coletiva de hoje, outra autoridade do Ministério de Comércio chinês, Li Xingqian, disse que Pequim vai continuar reduzindo tarifas sobre produtos externos para impulsionar suas importações

9 de dezembro de 2019
7:23 - atualizado às 7:24
China e Estados Unidos
Imagem: Shutterstock

A China disse hoje esperar que as negociações comerciais com os EUA levem a um resultado "satisfatório", dias antes de entrar em vigor um novo aumento de tarifas de Washington sobre produtos chineses.

"Esperamos que os dois lados consigam seguir com conversas e negociações baseadas na igualdade e no respeito mútuo...para atingir um resultado que seja satisfatório para todas as partes assim que possível", disse Ren Hongbin, ministro assistente no Ministério de Comércio chinês, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira.

Ao ser perguntado se a China pretende retaliar se os EUA forem adiante com o plano de impor tarifas a mais produtos chineses no domingo (15), Ren foi evasivo e disse que os dois países precisam lidar com as principais preocupações um do outro.

Na sexta-feira (06), o diretor do Conselho Econômico Nacional dos EUA, Larry Kudlow, disse que não há "prazos arbitrários" para que Washington finalize um acordo comercial preliminar com a China, antes das novas tarifas americanas. Alguns analistas preveem que o presidente dos EUA, Donald Trump, deverá adiar as tarifas do dia 15 para que os negociadores busquem um acordo.

Na coletiva de hoje, outra autoridade do Ministério de Comércio chinês, Li Xingqian, disse que Pequim vai continuar reduzindo tarifas sobre produtos externos para impulsionar suas importações. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

coronavírus no país

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil novas mortes e 60 mil novos casos

Até o momento, 2.356.640 pessoas se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

A questão de Bolsonaro: ser ou não ser liberal

Ser ou não ser liberal. Eis a questão de Jair Bolsonaro. O presidente foi eleito com uma pauta de defesa das reformas, redução do tamanho do Estado e equilíbrio das contas públicas. O fiador desse discurso foi Paulo Guedes, que assumiu o comando da economia. O receituário foi seguido no primeiro ano de mandato, com […]

de olho nos números

Suzano, JBS, B3, Cyrela, Lojas Americanas, B2W, Hering: os balanços que vão mexer com o mercado nesta sexta

Balanços do segundo trimestre devem guiar os negócios no Ibovespa no último pregão da semana

Balanço

B3 tem lucro 28,9% maior no 2º trimestre e aumenta investimento para dar conta do volume da bolsa

A dona da bolsa brasileira registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,012 bilhão e pretende investir até R$ 425 milhões em sistemas e novos produtos para o mercado

confiança com capitalização

Para presidente da Eletrobras, saída de Mattar não prejudica privatização

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, disse nesta quinta-feira, 13, que a saída do secretário especial de Desestatização, Salim Mattar, não irá prejudicar a capitalização da empresa prevista para o ano que vem, e que confia que após debates com o Congresso Nacional, o processo seja aprovado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements