Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T08:41:47-03:00
Estadão Conteúdo
Tensão diplomática

China acusa EUA de tentarem bloquear seu desenvolvimento industrial

Declaração é dada após o vice-presidente americano, Mike Pence, afirmar que a gigante Huawei e outras fornecedoras de equipamentos de telecomunicações são uma ameaça à segurança

18 de fevereiro de 2019
10:25 - atualizado às 8:41
Luta de boxe entre Estados Unidos e China
Imagem: Shutterstock

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang acusou nesta segunda-feira os Estados Unidos de tentarem atrapalhar o desenvolvimento industrial da nação asiática. A declaração é dada após o vice-presidente americano, Mike Pence, afirmar que a gigante Huawei e outras fornecedoras de equipamentos de telecomunicações são uma ameaça à segurança.

O porta-voz rejeitou sugestões de que Pequim possa usar suas companhias para coletar informações de inteligência sobre outros países. A crescente pressão dos EUA sobre aliados para reduzir seus negócios com Huawei ameaça o acesso da companhia a mercados globais para a tecnologia de telecomunicações da próxima geração.

A empresa nega as acusações de facilitar a espionagem chinesa. No mês passado, seu fundador disse a repórteres que rejeitará pedidos do governo para divulgar informações confidenciais sobre clientes estrangeiros.

Os EUA tentam "fabricar uma desculpa para suprimir o desenvolvimento legítimo" de empresas chinesas, afirmou o porta-voz. Geng acusou os EUA de usarem "meios políticos" para interferir na atividade econômica, "o que é um assédio hipócrita, imoral e injusto".

Falando sábado na Alemanha, Pence pediu que os aliados europeus levem a sério a "ameaça" que a Huawei representaria, enquanto buscam parceiros para construir infraestrutura de quinta geração sem fio.

A Huawei é uma líder global no desenvolvimento de tecnologia 5G, ao lado da sueca Ericsson e da finlandesa Nokia. Pence disse que a Huawei e outras fabricantes de equipamentos de telecomunicação da China dão a Pequim "acesso a qualquer dado que remeta à rede ou ao equipamento deles". Ele pediu aos governos europeus que "rejeitem qualquer empresa que possa comprometer a integridade de nossa tecnologia de comunicações ou de nossos sistemas de segurança nacional".

Os EUA ainda não divulgaram evidências para apoiar as acusações contra a Huawei e outras companhias de tecnologia. Isso levou alguns analistas do setor a sugerirem que Washington tenta usar as preocupações com a segurança como uma pressão sobre concorrentes chineses.

De qualquer modo, autoridades estrangeiras e a União Europeia já mostraram preocupação no ano passado com regulações chinesas que exigiriam que as empresas do país cooperassem com agências de inteligência. Geng negou que a China tenha a intenção de exigir que empresas ou indivíduos coletem dados ou forneçam informações de países estrangeiros ao governo local.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O que vem depois da lua?

Depois do recorde: até onde vai a alta do bitcoin? Especialista em criptomoedas responde

Depois da aprovação do primeiro ETF em criptomoedas, o bitcoin (BTC) não para de subir e as estimativas são otimistas — mas os EUA podem mudar o jogo

Analistas respondem

Ações da Vale aprofundam queda no ano com sinais ruins do relatório de produção e vendas no 3º trimestre. Hora de comprar VALE3?

Analistas apontam que, enquanto a produção foi sólida, a venda de minério de ferro veio abaixo do esperado até pelas estimativas mais conservadoras

Puxando os ETFS

Chove bitcoin, molha ETF: fundos de índice brasileiros sobem até 19% em dia de recorde do BTC

Enquanto o primeiro ETF de criptomoeda dos Estados Unidos avança tímidos 3%, na B3, o avanço é de até 19,78%

Cabo de guerra

Sem explicar origem da verba, Bolsonaro confirma Auxílio Brasil em R$ 400 e promete respeitar teto de gastos

Apesar da promessa do presidente, o governo flerta com a flexibilização do teto para conseguir arcar com o valor do benefício

Prévia da estatal

Petrobras (PETR4) anuncia produção do terceiro trimestre hoje, mas os dados da ANP já antecipam o que vem por aí; confira

Os dados chegam ao mercado em um momento de fortes críticas à política de preços da companhia e ameaças de desabastecimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies