Menu
2019-09-30T16:20:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
no gigante asiático

BC chinês sinaliza que não planeja cortar juros para estimular a economia

Presidente do PBoC disse que a política monetária do país se manterá “estável e saudável”; ele afirmou que o nível da taxa de juros está “apropriado”

24 de setembro de 2019
6:51 - atualizado às 16:20
China
Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC, o banco central chinês), Yi Gang, disse nesta terça-feira que a política monetária do país se manterá "estável e saudável", sinalizando que a autoridade monetária não planeja cortar juros para estimular o crescimento.

Em coletiva de imprensa, Yi declarou que a China evitará um "estímulo massivo". Ele afirmou que o nível da taxa de juros está "apropriado" e que não haverá grandes cortes na taxa de compulsório bancário.

O presidente do PBoC afirmou, ainda, que o crescimento econômico está numa faixa "razoável" e a inflação está "relativamente moderada". Além disso, Yi disse que o banco assume o compromisso de reduzir os custos de financiamento através de reformas.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies