Menu
2019-05-07T14:55:55-03:00
Estadão Conteúdo
em seminário

Banco chinês diz que grande flutuação do real prejudica negociações com Brasil

Uma das sugestões do presidente do escritório de representação do China Development Bank no Rio de Janeiro, Song Lei, é de que seja criada uma moeda entre os dois países

7 de maio de 2019
14:54 - atualizado às 14:55
china-brasil
China Brasil - Imagem: Shutterstock

O presidente do escritório de representação do China Development Bank no Rio de Janeiro, Song Lei, observou em uma palestra no III Seminário Brasil China, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), que os investimentos chineses no País enfrentam alguns desafios, como modelos de compartilhamento de riscos incompletos, a grande flutuação da moeda e a falta de recursos do governo brasileiro para dar contrapartidas.

Uma das sugestões de Lei é de que seja criada uma moeda entre os dois países para facilitar as negociações, e que haja mais participação do governo nos projetos.

"Queremos que o governo seja um garantidor das políticas públicas e que entre com investimentos", disse durante palestra no seminário "Um cinturão, uma rota e um rio", promovido pela FGV em referência à política chinesa "Um cinturão e rota", promovido pela China.

Inaugurado no Brasil em 2103, o banco de desenvolvimento econômico da China participa do financiamento de 50 projetos de infraestrutura no Brasil, informou Lei, totalizando uma carteira de US$ 60 bilhões. "O Brasil é a maior economia da América Latina, mas com infraestrutura atrasada. O Brasil investe só 2% do PIB em infraestrutura e a China 7%, isso prejudica o desenvolvimento econômico Brasileiro", disse.

De acordo com o presidente do Conselho Empresarial de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Mauro Viegas Filho, os projetos no País se desenvolvam porque ficam vinculados aos períodos do governo eleito. "No Brasil os projetos não vão para frente porque mudam a cada governo, tem que colocar legislação consistente, que permita o planejamento de longo prazo, tem quem ter continuidade", afirmou.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Pane no sistema

Aplicativo do Nubank enfrenta instabilidade; banco diz que problema foi resolvido

Segundo o serviço Downdetector, que agrega reclamações de internautas sobre serviços online, o número de notificações de problemas com o Nubank começou a subir a partir das 10h29 desta quinta, chegando a um pico às 11h14

Fusões e aquisições

Modalmais anuncia aquisição de três escritórios e expansão das operações no sul do Brasil

Juntos, eles somam cerca de R$ 2 bilhões sob custódia. São eles: Nova Capital, em Santa Catarina, Valore e Elbrus Capital, ambos do Paraná

Inflação global

Há riscos de inflação global maior e mais persistente, diz diretor do FMI

Segundo ele, a visão do Fundo é que o “salto” recente nas pressões inflacionárias reflete desequilíbrios entre a oferta e a demanda que são temporários, influenciados também por altas nos preços de commodities, ante uma base de comparação “muito fraca” no ano passado

Via rápida

BBM Logística pega um atalho na estrada do IPO e pode captar até R$ 1,6 bilhão

Empresa parananse optou por fazer uma oferta restrita, uma via mais rápida porque dispensa o pedido de registro prévio na CVM

Reforma administrativa

Lira diz ser possível Câmara aprovar reforma administrativa até setembro

Para Lira, o tema deve gerar “discussões acaloradas” porque faz parte da bandeira de alguns partidos da Câmara

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies