Menu
2019-12-23T14:30:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Faxina de fim de ano

CEO da Boeing renuncia cargo após queda de dois aviões

Em seu lugar, David Calhoun assumirá o cargo de presidente executivo e CEO; o anúncio fez as ações da companhia subirem.

23 de dezembro de 2019
14:22 - atualizado às 14:30
miniatura de Boeing 737 MAX
Miniatura de Boeing 737 MAX em exposição em Moscou em julho de 2017 - Imagem: Shutterstock

Nesta segunda feira, a Boeing anunciou a troca do comando da companhia. Dennis Miulenburg renunciou ao cargo, com efeito imediato. Em seu lugar, David Calhoun, até então presidente do conselho, assumirá o cargo de presidente executivo e CEO a partir de 13 de janeiro. O anúncio fez as ações da companhia subirem 3,13% por volta das 13h50.

Lawrence Kellner assumirá o lugar de Calhoun como presidente do conselho. Já o diretor financeiro Greg Smith, por sua vez, ocupará o posto de presidente executivo interino, durante o período de transição, entre a saída de Muilenburg e até Calhoun assumir o cargo.

Calhoun declarou no comunicado da Boeing "Acredito no futuro da Boeing e do 737 MAX. Estou honrado em liderar esta grande empresa e os 150.000 funcionários dedicados que estão trabalhando duro para criar o futuro da aviação".

A troca no comando foi se deve à pior crise da história da companhia após dois acidentes aéreos com o modelo 737 Max, totalizando a morte de 346 pessoas.

Segundo o comunicado oficial da empresa "era necessário uma mudança na liderança para restabelecer a confiança na empresa". Para a empresa, a troca trará mais transparência e restaurará a comunicação com reguladores, consumidores e outros agentes do setor.

A fabricante havia anunciado em meados de dezembro a suspensão da produção do 737 Max. A Boeing esperava que os aviões voltassem a voar no fim deste ano, mas autoridades reguladoras dos Estados Unidos deixaram claro que não iriam avalizar tão cedo esse retorno.

A Boeing comprou parte da Embraer no Brasil e espera a aprovação dos órgãos regulatórios.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies